Do estádio do Pacaembu para a Arena Corinthians

Autores

Gabriel Moreira Monteiro Bocchi

Subtítulo

etnografia de um processo de “atualização”

Orientador

Heitor Frúgoli Jr.

Banca

José Paulo Florenzano, Luiz Henrique de Toledo

Faculdade / Instituição

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Antropologia Social

Ano

2016

Páginas

237

Cidade

São Paulo

Resumo (pt)

Esta pesquisa teve como objetivo principal investigar práticas de torcedores de futebol com relação aos novos estádios brasileiros, inaugurados para a Copa do Mundo de 2014. Para tanto, analisa-se o período compreendido como de mudança no local dos jogos da equipe do Sport Club Corinthians Paulista na cidade de São Paulo: o Estádio do Pacaembu e a Arena Corinthians. A realização da pesquisa de campo centralizou-se no acompanhamento das atividades dos torcedores em “dias de jogos”, situações em que as diferenças entre os locais puderam ser observadas a partir da ação. Destaca-se a circulação dos atores pela cidade com o intuito de problematizar não só aspectos da atuação destes no interior das praças esportivas, como implicações decorrentes nos usos de espaços e equipamentos urbanos. A partir das situações observadas, temas como representações da cidade, formas de torcer e consumos específicos foram entrecruzados ao longo da etnografia e, por meio do acompanhamento de distintos agrupamentos de torcedores, em diferentes estádios e locais da cidade, foi possível classificar dicotomias: torcedor organizado/sócio torcedor, transporte público/veículo particular, estádio/arena, Pacaembu/Itaquera. Pode-se, desta maneira, averiguar regularidades na atuação dos sujeitos que passaram por impactos decorrentes da mudança de estádios, bem como, entremeios que despolarizam tais noções dicotômicas. Trata-se, por fim, de investigar mudanças mais amplas no modo de conceber o espectador do futebol de espetáculo

Abstract

This research investigates practices of soccer supporters concerning new Brazilian stadiums, opened for the 2014 World Cup. The period analyzed was the change in the place of Sport Club Corinthians Paulista games: Estádio do Pacaembu (Pacaembu Stadium) and Arena Corinthians (Corinthians Arena). The field research was based on the accompaniment of supporters’ activities on “game days”, when the differences between places could be observed from the action. The flow of actors through the city is highlighted in order to question not only their action inside the sports arenas, but also implications from the uses of urban spaces and facilities. From the situations observed, subjects as city representation, supporting ways and specific consumption have been crossed along the ethnography and by following different supporter’s groups in different stadiums and city places, some dichotomies may be classified, such as: organized supporter/associated supporter, public transport/private vehicle, stadium/arena, Pacaembu/Itaquera. So, it was possible to verify regular actions of those subjects that have passed through impacts due to the change in stadium as well as clarify such dichotomy ideas. Finally, wide changes have been investigated in the way of conceiving the spectators of soccer spectacle.

Sumário

Introdução, 15

  1. A) Uma tarde, algumas conversas, 15
  2. B) Praças esportivas e suas atualizações, 21
  3. C) Da experiência à prática, do Pacaembu à Arena, 29
  4. D) Estrutura da dissertação, 34

 

Capítulo 1 – O sonho da “casa própria”, 37

1.1) Estádios não construídos, 37

1.2) A construção de uma arena em Itaquera, 47

1.3) Os Churrascos da Fiel Torcida, 51

1.4) Uma praça futebolística sem nome definido, 58

1.4.1) Naming Rights, 63

1.5) A “casa própria” sob outra perspectiva, 68

ICONOGRAFIA, 80

 

Capítulo 2 – Entre o estádio e a arena, entre Pacaembu e Itaquera, 84

2.1) Uma noite entre o comum e o incomum no Estádio do Pacaembu, 84

2.2) As praças esportivas na cidade, 96

2.2.1) Transitando por uma cidade viva, 99

2.3) Setores de arquibancadas, 111

2.3.1) Setores com cadeiras, 117

2.4) Dois “Tobogãs”, 125

ICONOGRAFIA, 137

 

Capítulo 3 – O torcedor-consumidor, 146

3.1) O ingresso do Corinthians em uma modernização, 148

3.2) Torcedores on-line e a revenda de ingressos, 159

3.3) O preço dos ingressos, 168

3.4) Vendedores ambulantes, torcedores e praças públicas, 175

3.4.1) Praça Charles Miller, 176

3.4.2) A procura pelo comércio informal na região de Itaquera, 181

3.4.3) Faixinhas de mão, 188

3.5) O shopping center dentro da praça esportiva, 190

ICONOGRAFIA, 199

 

Considerações finais, 201

O citadino-torcedor, 201

Entre o “tranquilo” e o “contraditório”: uma última situação, 205

 

Referências bibliográficas, 211

 

Anexos, 218

Referência

BOCCHI, Gabriel Moreira Monteiro. Do estádio do Pacaembu para a Arena Corinthians: etnografia de um processo de “atualização”. 2016. 237 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.