Quando a morte ronda os campos: futebol e genocídio em Ruanda

Autores

Elcio Loureiro Cornelsen

Periódico / Revista

Aletria: Revista de Estudos de Literatura

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 26

Número

n. 3

Páginas

p. 175-194

Ano

2016

ISSN

2317-2096

Resumo (pt)

Nossa contribuição visa a refletir sobre o impacto, no âmbito do futebol, do genocídio ocorrido de abril a julho de 1994 em Ruanda. Uma das principais modalidades esportivas e de lazer no país, por décadas, o futebol foi ambiente da convivência pacífica entre as etnias hutu e tútsi. Todavia, o conflito étnico que resultou no massacre de mais de 800 mil pessoas num espaço de cem dias fez com que esse quadro de aparente harmonia ruísse. Vinte anos após o genocídio, o país se esforça em um trabalho permanente pela reconciliação entre as duas etnias e pela preservação da memória dos mortos. Nesse sentido, enfocaremos esse triste capítulo da história de Ruanda, tomando por base os testemunhos de ex-jogadores, sobreviventes das matanças, publicados no capítulo “O desaparecimento das redes”, do livro Uma temporada de facões (2005; título original: Une saison de machettes: récits, 2003), de Jean Hatzfeld, obra de caráter testemunhal tão cara aos Estudos Literários.

Palavras-chave: futebol; genocídio; Ruanda; lazer; memória; violência.

Abstract

Our article aims to analyze how football has been broadly affected by the Rwandan genocide, occurred between April and July 1994. Considered one of the main sports and leisure modalities in Rwanda for decades, football used to represent an environment of peaceful coexistence between Hutus and Tutsis. However, the ethnic conflict that culminated in the massacre of over 800,000 people along 100 days caused such picture of apparent harmony to collapse. Twenty years after the genocide, the country struggles with a permanent work of reconciliation between the two ethnic groups and the memory of the dead. In this aspect, we focus on this sad chapter of the Rwandan history, relying on the testimonies by former players who have survived the killings, as published in the chapter “The disappearance of the nets”, from Jean Hatzfeld’s book Machete Season (2006), originally entitled Une saison de machettes: Récits (2003), a work of testimonial character and great significance for literary studies.

Keywords: football; genocide; Rwanda; leisure; memory; violence.

Referência

CORNELSEN, Elcio Loureiro. Quando a morte ronda os campos: futebol e genocídio em Ruanda. Aletria: Revista de Estudos de Literatura. Belo Horizonte, v. 26, n. 3, p. 175-194, 2016.