Os usos da história oral no estudo do futebol: etapas metodológicas de uma experiência de pesquisa qualitativa com Torcidas Organizadas na cidade de São Paulo

Autores

Bernardo Borges Buarque de Hollanda

Periódico / Revista

PUBLICATIO UEPG: Ciências Sociais Aplicadas

Cidade

Ponta Grossa

Volume

v. 25

Número

n. 2

Páginas

p. 187-201

Ano

2017

ISSN

2238-7560

Resumo (pt)

O artigo dá a conhecer uma experiência de pesquisa em história oral com torcidas organizadas de futebol na cidade de São Paulo. Com foco na metodologia de pesquisa, o propósito do texto é apresentar as etapas de construção de um processo de investigação junto a este segmento específico de torcedores no universo associativo do futebol profissional. Estigmatizadas pela opinião pública face a comportamentos antidesportivos, intenta-se adotar uma atitude compreensiva diante da problemática das torcidas organizadas, por meio da coleta de depoimentos de fundadores e lideranças dessas associações paulistanas entre 1960 e 2010. O suporte metodológico que fundamenta as cinquenta horas de histórias de vida – definição dos entrevistados, elaboração do roteiro, gravação das entrevistas, transcrição e edição dos depoimentos – permite não só a circunscrição de um material de análise seriado, a aprofundar o par conceitual história/memória, como enseja a proposição de um modelo passível de aplicação a outras regiões do país.

Palavras-chave: Futebol, história oral, metodologia, torcidas organizadas.

Abstract

The article presents a search experience in oral history with organized football supporters in the city of São Paulo, Brazil. Focusing on research methodology, the purpose of this study is to present the stages of constructing an investigation process with this specific segment of the associated universe of professional football. Stigmatized by public opinion in the face of unsportsmanlike conducts, the aim is to adopt an understanding attitude towards the issue of organized football supporters through the collection of testimonials of founders and leaderships of these associations between 1960 and 2010. The methodological support underlying the 50 hours of life stories – definition of respondents, preparation of the script, recording of interviews, transcription and editing of testimonials – allows not only circumscribing a serialized analysis material, deepening the conceptual history/ memory pair, but also enabling the proposition of a model capable of application to other regions of Brazil.

Keywords: Football, oral history, methodology, organized fan groups.

Referência

HOLLANDA, Bernardo Borges Buarque de. Os usos da história oral no estudo do futebol: etapas metodológicas de uma experiência de pesquisa qualitativa com Torcidas Organizadas na cidade de São Paulo. PUBLICATIO UEPG: Ciências Sociais Aplicadas. Ponta Grossa, v. 25, n. 2, p. 187-201, 2017.