O Brasil e os megaeventos esportivos: os subsídios da política externa

Autores

Bárbara Schausteck de Almeida, Wanderley Marchi Júnior

Periódico / Revista

Motrivivência

Cidade

Florianópolis

Volume

v.26

Número

n.42

Páginas

p. 13-26

Ano

2014

Área de concentração

Educação Física

ISSN

2175-8042

Resumo (pt)

O contexto de realização de grandes e megaeventos esportivos no Brasil aponta para a necessidade de uma expansão sobre as áreas de estudo da política que poderiam subsidiar discussões e análises. Especificamente, entendemos que a Política Externa pode agregar conceitos e entendimentos à leitura dos megaeventos esportivos, quando consideramos seu caráter internacional. Assim, descrevemos o sistema internacional no século XXI para contextualizar a agenda de Política Externa brasileira no Governo Lula, realizando algumas relações entre essa agenda e a candidatura aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. Isso nos abre possibilidades e interpretações para os estudos do envolvimento governamental nesses eventos.

Abstract

The context of hosting sport hallmark events and mega-events in Brazil points to the necessity of expanding the notion of politics that would subsidedebates and analysis. Particularly, we understand that the Foreign Policy might aggregate concepts and understandings to study the sport mega-events, considering its international character. Therefore, we described the international system in the 21st century to contextualize the Brazilian Foreign Policy agenda during the Lula government. Then, we relate this agenda to the 2016 Olympic and Paralympics bid. This process opens the possibilities and interpretations for the studies that aim to analyze the government involvement in these events.

Referência

ALMEIDA, Bárbara Schausteck de; MARCHI JúNIOR, Wanderley. O Brasil e os megaeventos esportivos: os subsídios da política externa. Motrivivência. Florianópolis, v.26, n.42, p. 13-26, 2014.

Acesse o site da revista Motrivivência