Grupo de Estudos sobre Futebol e Torcidas (GEFuT)

Silvio Ricardo da Silva

O Grupo de Estudos sobre Futebol e Torcidas (GEFuT) da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UFMG tem, desde setembro de 2006, se debruçado sobre temas correlatos ao futebol e as torcidas, como: a relação do torcedor com Estatuto de Defesa do Torcedor; torcida e violência; o torcer no futebol profissional e amador; torcida e gênero; a história das torcidas em Belo Horizonte; o torcer pelos diferentes esportes e o futebol virtual. Ligado ao grupo é composto por professores, estudantes de graduação e pós-graduação, graduados, mestres e doutores, que para além de suas competências individuais têm em comum a paixão pelo futebol.

O GEFuT objetiva contribuir com a produção do conhecimento sobre futebol e o torcer, entendendo que essa produção é de fundamental importância na elaboração de políticas publicas para o campo do esporte e do lazer. Por uma série de fatores, como o significado do futebol na cultura brasileira, a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil e a influência do futebol no cenário econômico mundial, é do nosso entendimento a urgência da interferência do campo acadêmico na elaboração e nos ajustes dessas referidas políticas.

ENSINO

Disciplina “Futebol e Cultura” nos cursos de Graduação em Educação Fisica e de Mestrado e Doutorado em Estudos do Lazer – EEFFTO/UFMG.

EXTENSÃO

Projeto: Educação para/pelo futebol enquanto uma manifestação do lazer: o torcer em Belo Horizonte

Entendendo o futebol como um fenômeno social presente no cotidiano de diversos grupos sociais, o projeto pretende realizar, em escolas públicas e privadas do ensino fundamental e médio de Belo Horizonte, uma série de intervenções que tenham como foco o processo de formação de alunos e professores na educação para e pelo torcer.

Objetivos:

1) Produzir materiais pedagógicos que auxiliem o diálogo com alunos e professores do ensino fundamental e médio de escolas públicas e privadas de Belo Horizonte sobre o tema futebol e torcer como forma de lazer.
2) Contribuir com o processo de formação contínua de professores da rede pública e privada do ensino fundamental e médio de Belo Horizonte.
3) Estabelecer um diálogo entre as instituições que se preocupam com o torcer como uma possibilidade de vivência do lazer em Belo Horizonte, como: a Escola, a Universidade, a Secretaria de Segurança do Estado de Minas Gerais, os clubes de futebol, a imprensa e as torcidas organizadas.
4) Elaborar e coordenar um evento acadêmico que possibilite um diálogo entre as diversas instituições sociais que se preocupam com o torcer como uma possibilidade de lazer, bem como possibilite uma formação mais ampla dos professores da rede pública e privada do ensino fundamental e médio de Belo Horizonte.
5) Ampliar o universo cultural dos alunos e professores participantes do projeto, sobretudo no que diz respeito ao papel de protagonista nas vivências de lazer e mais especificamente no torcer e seus temas correlatos.

Programa de rádio “Óbvio Ululante”: programa na Rádio UFMG Educativa sobre futebol.

radioufmgPartimos do pressuposto que não há verdade absoluta em nada no futebol. Assim, esse programa tem o intuito de discutir os acontecimentos do mundo da bola de forma crítica e questionadora. Queremos provocar a reflexão em todo boleiro, sem deixar de lado a alegria que é falar sobre futebol.

História dos clubes, das torcidas e de personalidades marcantes, política, estatuto de defesa do torcedor, preconceitos, a presença da mulher, as manifestações do torcer, a paixão clubística, o futebol nas artes são alguns dos temas que discutimos em nosso programa.

Ouça o Óbvio Ululante! Todas as 4as, de 18h às 19h na Rádio UFMG Educativa, 104.5 FM ou pela internet no www.ufmg.br/radio