Sociedade de Estudos em Esporte (SEE)

Domingos Sávio Abreu, Radamés de Mesquita Rogério

SEE - Cópia

A Sociedade de Estudos em Esportes (SEE) é espaço de debates, estudos e pesquisas que têm o esporte como catalizador empírico e/ou teórico de reflexão em sua relação com as culturas e as sociedades, reunindo pesquisadores das diversas áreas das Ciências Humanas sob um olhar interdisciplinar. O grupo propõe o trabalho conjunto entre professores, pesquisadores e alunos, nos níveis de graduação, mestrado e doutorado.

Nascida pela demanda dos próprios alunos do curso de Ciências Sociais da UFC, a SEE iniciou suas atividades ainda como grupo de leitura em junho de 2012, se constituindo um ano depois como um corpo de pesquisa cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil do CNPq. Atualmente a SEE conta com alunos e professores das seguintes instituições: Universidade Federal do Ceará, Universidade Estadual do Ceará, Universidade Estadual Vale do Acaraú, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Universite de Versailles Saint-Quentin-en-Yvelines.

Atualmente os professores Domingos Abreu e Benoit Gaudin estão elaborando um projeto dentro da linha de pesquisa Esporte, Corpo e Habitus, visando um trabalho conjunto entre pesquisadores e estudantes da UFC e UVSQ.

Linhas de pesquisa:

Esporte e Comunicação – Refletir sobre esporte, bem como sua mídia especializada, sob a perspectiva da comunicação social e marketing esportivo.

Esporte e História – Pensar as práticas e eventos esportivos dentro de uma perspectiva crítica da História.

Esporte e identidade – Estudar os esportes como via de fortalecimento e atualização de vários tipos de identidade social: nacional, regional, étnica ou clubística, dentre outras.

Megaeventos esportivos – O estudo de megaeventos esportivos a partir da discussão de tópicos como a questão do legado, o “city marketing”, as arenas, o discurso sobre modernidade e desenvolvimento e os movimentos sociais.

Esporte, corpo e habitus – O habitus (Bourdieu) de uma sociedade em uma determinada época é objetivado nas instituições e nos corpos. As tensões sociais por mudanças e por reprodução se inscrevem de maneira durável nestas estruturas que fundamentam a vida em sociedade. Esta linha de pesquisa busca mostrar como a produção social do corpo humano se dá através da adesão de um agente a determinadas práticas esportivas. As atividades selecionadas foram: a corrida de maratona; a capoeira e a musculação e fisiculturismo.

Para mais informações: SEE