Luxemburgo, Andorra, Gibraltar… Saiba mais sobre os pequenos países representados nas eliminatórias europeias da Copa

Alguns desses países minúsculos possuem curiosidades políticas e históricas interessantes, além das tradicionais derrotas por muitos gols de diferença no futebol.

Poucas pessoas têm dúvida se seleções como França, Espanha e Portugal vão conseguir se classificar para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. Mas, para chegar lá, elas precisam passar por uma série de partidas contra seleções como San Marino, Luxemburgo, Kosovo e Gibraltar.

A Uefa possui 55 federações nacionais, e cada uma delas possui a chance de tentar a classificação para a Copa nas eliminatórias da Uefa. Mas, quando times como Andorra jogam contra grandes seleções, o que eles buscam é que a derrota seja a menor possível. Por isso, muitas pessoas gostam de apostar nesses jogos pela imprevisibilidade de resultado. Para quem gosta é possível usar o código promocional Sportingbet 2021 para apostar em quem você acha que vai ganhar nas partidas entre as seleções mais fortes e as mais fracas da Europa e principalmente qual o resultado da partida.

A seguir, saiba mais sobre algumas das seleções menos competitivas da Uefa e sobre os países que elas representam:

Andorra

O Principado de Andorra fica espremido entre a França e a região espanhola da Catalunha, no alto dos montes Pirineus. O catalão é a língua oficial. A população é de 77 mil pessoas, o que quer dizer que a cidade de São Paulo é cerca de 160 vezes maior que Andorra.

Andorra possui um dos sistemas políticos mais estranhos do mundo. É um co-principado, no qual a chefia de Estado é exercida por dois co-príncipes – um deles é o bispo da cidade catalã de Urgell e o outro, o presidente da França – atualmente, Emmanuel Macron. Isso quer dizer que Macron, apesar de ter sido eleito pelo voto popular dos franceses, é também um monarca. Mas o papel dos co-príncipes é puramente cerimonial, tal qual o papel da rainha Elizabeth II no Reino Unido. Quem governa Andorra é um primeiro-ministro. O sistema foi criado em um acordo assinado em 1278.

Os melhores resultados da história da seleção de Andorra foram vitórias de 2 a 0 sobre Belarus, Albânia e San Marino. No último mês de novembro, perdeu de 7 a 0 para Portugal. Em 2017, a vitória contra San Marino chamou atenção porque Andorra estava completando 13 anos sem vencer uma partida. Hoje, a seleção andorrana está sem vencer desde outubro de 2019, quando derrotou a Moldávia.

Gibraltar

Gibraltar é o segundo item desta lista que não é um país independente. Trata-se de um minúsculo território britânico no extremo sul da Espanha. O território, uma península, se limita a uma cidade e um imponente rochedo, que marca o fim do oceano Atlântico e o início do mar Mediterrâneo. A população é de pouco mais de 30 mil pessoas, o que faz de Gibraltar o território com a menor população desta lista. Gibraltar pertence ao Reino Unido desde 1713, quando a Espanha cedeu o rochedo aos britânicos através do tratado que encerrou a Guerra da Sucessão Espanhola.

A seleção de Gibraltar pode ser considerada a mais fraca desta lista. A equipe nunca obteve uma vitória em partidas oficiais por mais de um gol de diferença. A pior derrota foi um 9 a 0 para a Bélgica, em 2017. No último dia 30, perdeu de 7 a 0 para os Países Baixos.

Ilhas Faröe

As Ilhas Faröe são um dos dois territórios desta lista que não são independentes. O arquipélago, situado ao norte do Reino Unido, em uma região polar, pertence à Dinamarca e tem menos de 50 mil pessoas. A pesca é a principal atividade econômica nas Faröe, embora as ilhas sejam ricas em petróleo e gás. O arquipélago tem autonomia para decidir suas questões domésticas, mas a defesa e as relações exteriores são de responsabilidade da Dinamarca.

A seleção das Ilhas Faröe foi campeã das duas primeiras edições do torneio Island Games, que reunia seleções representantes de ilhas pertencentes ao Reino Unido e a países da Escandinávia. As Faröe venceram três jogos pela divisão mais baixa da Liga das Nações da Uefa em 2020: dois contra Andorra e um contra Malta.

Luxemburgo

Entre os países desta lista, o Luxemburgo é o único que faz parte do grupo de membros-fundadores da União Europeia. É também um dos maiores países desta lista, com mais de 500 mil habitantes. É um grão-ducado – ou seja, o chefe de Estado é um monarca com o título de grão-duque. Assim como a rainha no Reino Unido, o papel do grão-duque é cerimonial. Situado entre Alemanha, França e Bélgica, o Luxemburgo é o país mais rico no ranking mundial de renda per capita, segundo as estimativas do Fundo Monetário Internacional para 2020.

O Luxemburgo é um dos times mais fortes desta lista. Na edição 2018-2019 da Liga das Nações da Uefa, subiu da divisão D para a C. A seleção venceu três dos oito jogos que disputou em 2020. No mês passado, surpreendeu ao vencer a Irlanda, que jogava em casa, por 1 a 0.

Como citar

, . Luxemburgo, Andorra, Gibraltar… Saiba mais sobre os pequenos países representados nas eliminatórias europeias da Copa. Ludopédio, São Paulo, v. , n. , 2021.