124.32

O Espérance de Tunis e seu legado para a África

Gabriel de Oliveira Costa

O poliesportivo Espérance de Tunis chega em seu ano centenário com destaque para todo o continente africano. Maior campeão nacional, os “Mkachkha´s” têm como maior legado a sua estrutura, que os destaca em meio aos times que historicamente no futebol figuram em prateleiras inferiores. O esquadrão se consolida como uma potência emergente continental, através de uma estrutura referência abrangendo estádio e popularidade na capital tunisiana.

Todas essas conquistas colocam o Espérance acima da maioria esmagadora africana com inúmeros troféus colecionados em sua recente história.

Jogadores do Esperánce beijam o troféu e comemoram o título da Liga dos Campeões da CAF 2018-2019. Foto: Reprodução.

Ao lado do Egito, a Tunísia é quem mais tem equilíbrio financeiro para suportar um campeonato de longo prazo na África. Apesar das seleções não serem as maiores vencedoras do continente, seus times são os que mais colecionam títulos pelo continente.

Recentemente virou tendência para jogadores que também tendem a buscar espaço na seleção tunisiana, voltar ao seu país de origem, pois alguns jogadores do clube estiveram na última Copa.

Referência

Carro-chefe do campeonato melhor avaliado pela CAF, o Espérance de Tunis soma 29 títulos nacionais (atual tricampeão) e 5 da Champions League Africana (também atual campeão). Ao todo são 8 jogadores convocados para seleções, sendo metade para a seleção tunisiana (Ben Chifria, Ferjani Sassi, Saad Bguir e Yanisse Khenissi). Com o grupo completamente de africanos, a valorização do futebol praticado no continente destaca o legado praticado no clube. 

Fundamental para o esporte no país, além do futebol o Espérance também tem sua importância em diversos outros esportes.

Ultras da Curva Sul de Túnis, em partida válida pela Liga dos Campeões da CAF entre Esperánce e Zamalek, no ano de 2005. Foto: Wikipedia.

Handebol, vôlei, judô, basquete, boxe e natação são as modalidades mais praticadas.

Seu estádio, o Olímpico de Radès, já sediou a final da Supercopa francesa em 2010. Atualmente o time encontra-se na modesta posição de número 130 no ranking da FIFA.

Marca

Campeão continental, o Espérance é um dos clubes que mais se destaca com relação à publicidade na África. A Umbro é a fornecedora dos uniformes, e junto dela estão algumas marcas como a Danone e a Nivea Men.

Seu atual elenco está avaliado em 17,25 milhões de euros, de acordo com o Transfermarkt, tendo nesta última temporada, lucrado mais com as vendas de jogadores do que com reforços (saldo positivo de 2,12 milhões de euros). Tecnicamente forte, o time se destaca pelo potencial de alguns jogadores. Atletas da seleção tunisiana, o arqueiro Ben Chifria  e o centroavante Khenissi, são as maiores referências do Espérance.