55.5

O velho novo campeonato paulista

Marco Lourenço

Não bastou cruzar os braços. O Bom Senso solicitado foi praticamente ignorado. A temporada 2013 se encerrou  para os clubes de série A no dia 08 de dezembro. Com as férias (30 dias) e o período de pré-temporada (30 dias), o futebol de primeira divisão só deveria retornar daqui a três semanas.

Mas o presidente da Federação Paulista de Futebol e potencial presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, manteve as duas semanas de pré-temporada e teve início o Paulistão – tinha 2014.

O novo regulamento do campeonato permite, por exemplo, que a décima melhor campanha da primeira fase elimine a terceira melhor. A despeito desta lambança, a tentativa de valorizar o sábado futebolístico é bem vinda, com um maior número de partidas e horários mais viáveis que às 21h45. (Veja o pequeno infográfico a seguir).

Se de saída pouco mudou, não podemos esperar uma primeira rodada tão diferente das demais. Nos últimos cinco anos, ao menos um dos quatro grandes de São Paulo começa o campeonato sem vitória. Neste ano, quem largou mal foi o tricolor do Morumbi, sendo derrotado fora de casa pelo Bragantino, por 2 a 0. A última vez que isso ocorreu, em 2006, o Santos FC sagrou-se campeão.

Este é o Marco de Segunda, coluna que vai abrir o debate ludopédico na semana.
Sempre às segundas. Sempre o Marco.