135.22

Quem será nomeado como melhor jogador da temporada 2019/2020?

Luigi Enrico

A temporada 19/20 ficará marcada na memória de todos os amantes do futebol

O longo tempo de paralisação devido a pandemia fez com que as principais ligas europeias retornassem com o calendário cheio, promovendo disputas intensas dentro das quatro linhas. Um fator curioso e que talvez nunca mais vejamos (tomara que não) foi o final da temporada ter acontecido no mesmo dia do início da temporada 20/21, tendo em vista que o campeonato francês começou no último dia 23, mesma data da final da Champions League conquistada pelo Bayern. Claro, isso ocorreu muito em conta do término antecipado da Ligue 1, quando ainda faltavam 10 rodadas.

Outro fator para desejarmos que nunca mais aconteça foi o cancelamento, pela primeira vez desde 1956, do tradicional prêmio ‘‘Ballon d’Or’’ concedido pela revista francesa France Football ao melhor jogador da temporada. Por outro lado, nas últimas semanas a FIFA confirmou o seu prêmio ‘‘The Best’’, também concedido a título de melhor jogador do mundo.

Nesse ponto é válido ressaltar que entre 2010 e 2015 o prêmio da FIFA foi entregue em parceria com a France Football, e denominado FIFA Ballon d’Or. Porém em 2016 a parceria foi rompida e novamente os prêmios foram entregues com votações distintas.

Em 2010, O presidente da Fifa, Joseph Blatter, durante entrevista coletiva em evento que Fifa e a revista France Football asssinaram um acordo para unificar os dois principais prêmios concedidos aos melhores jogadores do mundo. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil.

Quem será nomeado como melhor jogador do mundo na temporada 19/20?

A resposta final será conhecida através de uma cerimônia virtual organizada pela FIFA, provavelmente no próximo mês. Mas para quem deseja ter uma ideia do vencedor, analisamos* 20 jogadores que tiveram destaque e com certeza estarão no páreo para receber o prêmio.

Confira a lista abaixo definida por ordem alfabética:

Alexander-Arnold / 21 anos

O jovem lateral direito do Liverpool fez sua melhor temporada da carreira, alcançando a incrível marca de 15 assistências e de quebra ser o defensor com mais passes para gol entre todas ligas da Europa. Também anotou 4 gols, novamente sua melhor marca da carreira.

Bruno Fernandes / 25 anos

O português, que estava tendo um rendimento de destaque pelo Sporting, causou um impacto enorme em Old Trafford ao transferir-se no meio da temporada para o Manchester United. Bruno caiu como uma luva na equipe, aumentou o rendimento de seus companheiros e levou os diabos vermelhos para a Champions. Terminou a temporada com 27 gols e 22 assistências em 50 jogos.

Ciro Immobile / 30 anos

O atacante italiano de 30 anos conquistou o concorrido prêmio ‘‘Chuteira de Ouro’’, ou seja, foi o jogador com mais gols (36 no campeonato italiano) dentre todas ligas nacionais da Europa. O fato é ainda maior quando nas últimas 12 temporadas, apenas Luis Suárez e Diego Forlán interromperam a sequência dos craques Lionel Messi e Cristiano Ronaldo no prêmio. E acredite se quiser, com 39 gols em todas as competições essa não foi a temporada mais artilheira de Immobile, que fez 41 gols em 17/18. 

Cristiano Ronaldo / 35 anos

Com certeza você já esperava por CR7 nessa lista. Assim, como de costume, o português alcançou marcas expressivas na temporada. Em seu melhor ano pela Juventus fez 37 gols e distribuiu sete assistências aos seus companheiros de equipe. Brigou até o fim pela artilharia do Italiano e, consequentemente, pela ‘‘Chuteira de Ouro’’. No entanto, dessa vez não terminou com as conquistas individuais. Contudo, devido a eliminação da equipe de Turim ainda nas oitavas da Champions, não pinta como claro favorito conforme edições anteriores.

Ederson Moraes / 27 anos

O brasileiro finalmente alcançou o prêmio de melhor goleiro da Premier League, conquista que é dada ao goleiro com maior número de partidas sem ser vazado na liga. Após dois anos na 2ª colocação, Ederson contou com um ótimo desempenho e ficou 16 partidas sem sofrer gols (aproveitamento de 48,6% com a meta zerada na liga inglesa). Em números totais, o goleiro disputou 44 partidas na temporada, sofreu 37 gols e saiu de campo sem ser vazado em 20 oportunidades. Com tal performance, a disputa pela titularidade na meta da seleção brasileira está cada vez mais acirrada.

Erling Haaland / 20 anos

Sendo o segundo jogador mais jovem da lista, o atacante fez por merecer o apelido de ‘‘Cometa Haaland’’. Um ano após ganhar fama ao anotar incríveis 9 gols em apenas um jogo pela Noruega durante a Copa do Mundo sub-20, Haaland deixou de ser promessa para se tornar uma realidade. O garoto iniciou a temporada no Red Bull Salzburg e antes de transferir-se para o Borussia Dortmund em janeiro, deixou a equipe austríaca como artilheiro da Champions e média superior a 1 gol por jogo. Na Alemanha, em uma liga mais forte, não deixou a ‘‘peteca’’ cair e marcou 16 gols em apenas 18 jogos. Em números gerais na temporada disputou 40 jogos, anotando 44 gols e 10 assistências. Se mantiver tel rendimento, em breve o garoto deve chegar como favorito ao prêmio de melhor do mundo.

Karim Benzema / 32 anos

Desde a saída de Cristiano Ronaldo, Benzema tem assumido o protagonismo e consequentemente melhorado seus números no Real Madrid. Um dos símbolos do título espanhol de forma impecável sobre o seu maior rival (Barcelona), o francês terminou a temporada na vice artilharia da La Liga com 21 gols. Em números totais Benzema realizou 48 partidas, fazendo 27 gols e distribuindo 11 assistências aos seus companheiros.

Kevin De Bruyne / 29 anos 

Um dos símbolos da excelente geração belga que eliminou o Brasil na Copa do Mundo de 2018, De Bruyne teve sua melhor temporada desde a chegada ao Manchester City. Com impressionantes 20 passes para gols na Premier League, o belga alcançou o recorde de Thierry Henry com mais assistências em uma só temporada na liga. Para infelicidade de KDB, sua equipe caiu nas quartas-de-finais da Champions em partida na qual ele fez um gol, porém acabou derrotada por 3 a 1 para o subestimado Lyon. Em números totais De Bruyne disputou 48 partidas na temporada, anotando 16 gols e concedendo incríveis 23 assistências.

Kylian Mbappé / 21 anos

O francês que, apesar da pouca idade, joga como um veterano e já foi campeão mundial, inclusive com gol na final, gastou a bola na temporada. Melhorando seus atributos a cada ano, Mbappé teve a temporada mais garçom de sua carreira ao distribuir 19 passes para gols. Sendo um dos pilares do PSG, a ‘‘tartaruga ninja’’ levou seu time a inédita final da Champions e chegou perto de conquistar as duas competições mais importantes do mundo antes dos 22 anos. No total o atacante terminou a temporada com 43 jogos, 39 gols e 17 assistências, e os números poderiam ser ainda mais expressivos caso o campeonato francês não fosse encerrado com antecedência, conforme comentamos anteriormente.

Lionel Messi / 33 anos

Conhecido como extraterrestre entre os humanos, Messi sofreu junto ao pior Barcelona dos últimos tempos e após a vexatória derrota por 8 a 2 para o Bayern na Champions, diversos veículos de notícias da Espanha apontam que ele tenha pedido para sair da equipe catalã. Então ele fez uma temporada abaixo da média? Nada disso. O argentino segue com marcas expressivas e bateu o recorde de assistências em uma edição da La Liga com 21 passes para gols. Em números gerais Messi disputou 44 partidas, anotando 31 gols e assistindo seus companheiros em 26 oportunidades (jogador mais assistente da Europa ao lado de Müller). Ainda assim, devido ao mal momento do Barcelona (a exemplo de CR7 na Juventus), não pinta como claro favorito conforme edições anteriores.

Manuel Neuer / 34 anos

O goleiro alemão teve sua melhor temporada dos últimos 4 anos, calando muitos críticos que pediam a oportunidade a outros goleiros na meta titular da seleção alemã. Durante a temporada alcançou a marca de 15 partidas sem levar gols no campeonato alemão, ou seja, em 45,5% dos jogos Neuer saiu sem ter sua meta vazada. Somando todas partidas (51) saiu zerado de campo em 22 oportunidades, contando a final da Champions League contra o PSG na qual parou Mbappé e Neymar em duas chances cara a cara, mostrando que ainda está em altíssimo nível e com muita lenha para queimar na carreira.

Jadon Sancho / 20 anos 

Sancho é o jogador mais jovem a figurar na lista e fez por merecer a sua presença, estando em 44 partidas na temporada com magníficos 20 gols e 20 assistências. Um dos fatores que chamam a atenção no jovem é o equilíbrio entre gols e assistências. Nesta temporada Sancho terminou a Bundesliga com 17 gols e 17 assistências, na Champions foram 2 gols e 2 assistências, além de 1 gol e 1 assistência na Supercopa da Alemanha. Muitos times estão interessados em sua contratação, ao que tudo indica o favorito seria o Manchester United, que deve pagar além da casa dos €100,00 milhões na transferência em um futuro próximo.

Mohamed Salah / 28 anos

É bem verdade que a temporada de Salah foi a menos expressiva em números desde sua chegada à Anfield, porém o egípcio foi decisivo para o tão esperado título da Premier League pela torcida do Liverpool, anotando 19 gols e 10 assistências na competição. Não é tão favorito ao prêmio como na temporada 17/18, mas obteve bons números ao terminar a temporada com 48 jogos, 23 gols e 13 assistências.

Neymar Jr. / 28 anos

Único jogador de linha brasileiro a aparecer na lista, Neymar teve uma temporada para recuperar sua reputação a nível mundial, recebendo até mesmo o apelido de ‘‘adulto Ney’’ devido a sua postura mais madura e profissional durante o período. Pode se dizer que o brasileiro nunca esteve tão perto de levar o prêmio da FIFA como agora, tendo como maior rival (e talvez favorito) o atacante Robert Lewandowski. De quebra ainda entrou no top 10 de atletas com mais passes para gols da história da Champions, deixando os companheiros em boas condições por 26 vezes. Por fim, acabou a temporada com 27 partidas, 19 gols e 12 assistências. Agora vai?

Raheem Sterling / 25 anos 

O atacante nascido na Jamaica mas que defende a seleção da Inglaterra teve a temporada mais artilheira de sua carreira, anotando 31 tentos em todas as competições. É nítida a melhora de Sterling a cada ano sob o comando de Pep Guardiola, que potencializou sua velocidade com funções táticas para quebrar as linhas de times adversários. A temporada do atleta e do City poderia ser ainda melhor, caso o mesmo não perdesse uma chance sozinho e de baixo do gol na partida de quartas da Champions contra o Lyon (quando seu time ainda perdia por 2 a 1), lembrando os velhos tempos do atabalhoado Sterling. No total teve números espetaculares, realizando 52 partidas, com 31 gols já ditos anteriormente e 10 assistências.

Robert Lewandowski / 32 anos 

A temporada foi mágica para o polonês Robert Lewandowski, anotando 55 gols em 47 partidas (além de 10 assistências) atingiu sua melhor marca pessoal e está cotado como favorito a levar o prêmio de melhor do mundo para casa. Na temporada conquistou os principais títulos e artilharias pelo Bayern de Munique, faltando apenas a Supercopa da Alemanha perdida em jogo único para o Dortmund. Antes criticado por desaparecer em momentos decisivos, mesmo com médias absurdas (há 4 anos fazendo 40 gols ou mais), hoje pode se dizer que o atacante está no ápice de sua carreira. Fica esperto Neymar!

Sadio Mané / 28 anos

Mané teve sua temporada mais participativa no Liverpool, estando envolvido diretamente em 34 gols (22 tentos e 12 assistências) nas 47 partidas que disputou. Mesmo sendo decisivo para o título do Liverpool na Premier League, existem rumores que o senegalês não estaria feliz com Jurgen Klopp, muito em conta do apoio público do treinador ao zagueiro Virgil van Dijk na eleição de melhor jogador em 2019, sendo que Mané também havia feito uma temporada digna de melhor do mundo mas terminou a votação em 4º lugar. Sendo novamente um dos melhores da temporada e com contrato até 2023, uma proposta alta pode levar o talento do jogador a outro time e gerar um problema gigantesco para Klopp.

Serge Gnabry / 25 anos

O alemão Gnabry foi outro jogador da lista a fazer a melhor temporada da carreira, e aos 25 anos conquistou os títulos mais importantes da temporada com a contribuição de 23 gols e 14 assistências em 46 jogos disputados. Com participação constante na seleção desde a base, é uma das figurinhas certas da Alemanha para as próximas competições. Apesar do alto nível atingido, pode evoluir ainda mais na carreira.

Sergio Ramos / 34 anos 

Ramos conseguiu a façanha de ser vice artilheiro do Real Madrid na temporada 19/20, com 13 gols marcados. Tudo bem que 7 desses gols foram de pênaltis, mas o zagueiro não perde uma cobrança sequer desde 2018 e está no 22º pênalti convertido. Na lista de tentos também temos um golaço de falta pelo campeonato espanhol, além das tradicionais cabeças ‘‘canhão’’ do espanhol. Foi símbolo da conquista da La Liga na temporada e já avisou que só deixará o clube merengue após bater a marca de atleta com mais partidas. Atualmente Ramos tem 650 partidas pelo Real e busca a marca de Raúl González, que entrou em campo 741 vezes pelo time espanhol.

Thomas Müller / 30 anos 

No final da temporada passada o carismático alemão Thomas Muller foi avisado por Joachim Löw que não seria mais convocado pela seleção germânica. Qual foi a resposta do atacante? Jogar muita bola na conquista dos títulos da Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League pelo Bayern na temporada 19/20. Teve a temporada com mais assistências em sua carreira, com fantásticos 26 passes para gols (jogador mais assistente da Europa ao lado de Messi), além de 14 tentos nas 50 partidas que disputou. Löw deve estar arrependido de sua decisão.

 

*Dados para análise retirados do site especializado Transfermarkt

Quem irá ganhar o Troféu The Best? Foto: FIFA/Divulgação.

Fizemos um bônus com mais alguns jogadores que também merecem ser lembrados, vejam abaixo:

Alisson Becker – 15 jogos sem levar gol na Premier League, continua a atuar em alto nível.

Andrew Robertson – Melhor temporada da carreira em números, chegou perto do desempenho de seu companheiro Alexander-Arnold.

Ángel Di María – Coadjuvante no PSG, terminou a temporada com ótimos números e ajudou o time a chegar na final da Champions.

Anthony Martial – Outro a fazer a melhor temporada da carreira, Martial parece ter finalmente engrenado no Manchester United e deve voltar a figurar entre os convocados da seleção francesa.

Alphonso Davies – Ponta esquerda de origem, ao transferir-se para a Europa, Davies encontrou na lateral a posição para se consolidar como uma das maiores promessas da próxima geração. Com 19 anos e um físico invejável, tem tudo para continuar se destacando pelas próximas décadas.

Gabriel Jesus – Por detalhe não esteve na lista acima, pois fez a melhor temporada da carreira, está com a confiança em alta e deve brigar ainda mais pela titularidade no City na próxima temporada.

Jamie Vardy – Artilheiro da Premier League pela primeira vez na carreira (23 gols), Vardy, que chegou a jogar a 8ª divisão inglesa, é exemplo de persistência e ascensão no futebol.

Joshua Kimmich – Com bons números na temporada, Kimmich é um jogador versátil que atua em diversos setores da defesa, está cada vez mais consolidado no Bayern e seleção alemã. 

Jordan Henderson – Símbolo de liderança no Liverpool, foi eleito como o melhor jogador da temporada 19/20 pela Associação dos Escritores de Futebol de Inglaterra (FWA). Atuando ao lado do brasileiro Fabinho ganhou mais liberdade para trabalhar jogadas ofensivas.

Lautaro Martínez – O argentino é uma jóia em ascensão, tem melhorando suas médias a cada ano e está sendo especulado em times gigantescos. Caso se transfira, será por um valor astronômico (atualmente avaliado em €70 milhões).

Lucas Ocampos – Com bons números, foi símbolo de um Sevilla aguerrido e campeão da Liga Europa. Chegou até mesmo a jogar no gol, após expulsão do goleiro da equipe andaluza no final de uma partida pelo campeonato espanhol.

Marcus Rashford – A exemplo de seu companheiro Martial, Rashford também alcançou a melhor temporada da carreira e promete muito junto ao conjunto do Manchester United na próxima temporada.

Memphis Depay – O holandês foi um dos jogadores mais atrapalhados por contusões na temporada, perdendo 23 partidas devido ao seu estado clínico. Com a paralisação provocada pela pandemia, teve tempo para se recuperar da contusão mais séria (ligamento de joelho) e conseguiu retornar para a fase final da Champions. É especulado pelo Barcelona a pedido do técnico, também holandês, Ronald Koeman.

Moussa Dembélé – Brigou pela artilharia da Ligue 1 e decidiu para o Lyon nas quartas da Champions, com ótimos números em breve deve receber uma oportunidade na seleção francesa.

Pierre-Emerick Aubameyang – Auba mostra que não importa a liga em que esteja jogando, sempre brigará pela artilharia. O atacante está há 6 anos fazendo mais de 25 gols por temporada. É um gigante!

Romelu Lukaku – Retomou seu bom futebol na Internazionale, faz um trabalho de pivô clássico muito refinado e difícil de se encontrar no futebol moderno. Ainda tem alguns anos em alto nível.

Timo Werner – Mais um jogador com a melhor temporada da carreira, Werner só não esteve na lista acima por ter abandonado seu antigo clube, o RB Leipzig, no momento de decisão da Champions. O alemão foi vendido ao Chelsea e pediu para não jogar mais. Veremos se sua ótima forma continua na Inglaterra.

E para você, quem deve levar o prêmio ‘‘The Best’’ da FIFA? Deixe a sua opinião nos comentários.


Como citar

ENRICO, Luigi. Quem será nomeado como melhor jogador da temporada 2019/2020?.