A Associação Atlética Anhanguera e o futebol de várzea na cidade de São Paulo (1928-1950)

Autores

Diana Mendes Machado da Silva

Orientador

José Geraldo Vinci de Moraes

Banca

Flavio de Campos, Luiz Henrique de Toledo

Faculdade / Instituição

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em História

Ano

2013

Páginas

210

Cidade

São Paulo

Resumo (pt)

Esta pesquisa apresenta a trajetória de um clube de futebol de várzea, a Associação Atlética Anhanguera, entre o ano de sua fundação (1928) e o final da década de 1930, período de grandes transformações no futebol e na cidade de São Paulo. A investigação recorreu a fontes de imprensa e a documentos internos ao Anhanguera, sobretudo atas e entrevistas com associados veteranos para analisar a forma pela qual a associação de ítalo-brasileiros, situada à margem da cidade e do universo oficial do futebol, apropriou-se da novidade que representava esse esporte. Um rico repertório de práticas culturais, como a intensa e criativa vida associativa do bairro, figurou como a base para essa apropriação. Esse mesmo repertório acabou por circular para além dos limites espaciais e simbólicos que a cidade impunha aos varzeanos. O tratamento dado ao futebol de várzea pelo periódico A Gazeta Esportiva, vinculando-o, aos poucos, a uma nova imagem de amadorismo, é um exemplo da ampliação desses limites.

Abstract

This research features the trajectory of Anhanguera Athletic Association, a floodplain (várzea) soccer club, starting from its founding year (1928) and going up to the end of 1930s, a period of intense changes in soccer practices as well as in urban life in São Paulo. Its establishment and organization, in a suburban district of São Paulo, as an amateur soccer association formed mostly by Italian-Brazilians, are described and analyzed having as resources the internal documents of Anhanguera Association – especially the records of meetings and senior associates’ testimonies –, news from the press and data concerning immigration and the city process of urbanization. The practice of soccer was rooted in an intense and creative associative form of living, linked to other common leisure activities. The research also shows how the relationship between the club and the press led to a new image of amateur soccer practice, expanding the limits of its cultural experience in the city.

Sumário

INTRODUÇÃO, 3

1. Nas várzeas e nos subúrbios: o surgimento da Associação Atlética Anhanguera, 11
1.1. Desenraizar-se e enraizar-se: a instalação de imigrantes peninsulares na Barra Funda, 11
1.2. A Barra Funda e a várzea dos ítalo-brasileiros, 16
1.3. A várzea se apropria do futebol, 24
1.4. O clube Anhanguera: uma experiência associativa, 29
1.5. A passatella, os bares e os homens, 52

2. O futebol no Anhanguera: entre ajustes e conflitos de interesses, 59
2.1. Circulação e estabilidade: os primeiros campos de futebol do Anhanguera, 59
2.2. Associação: adoção e demissão de novos associados, 69
2.3. Saverio, Barthô e a dinâmica do futebol, 79
2.4. A Associação Atlética Anhanguera e o Clube Atlético Paulistano: semelhanças entre o futebol de várzea e o de elite?, 95

3. O Anhanguera, a várzea dos ítalo-brasileiros e A Gazeta Esportiva, 105
3.1. Associativismo e vida de bairro, 105
3.2. A várzea entre festivais e amistosos, 109
3.3. A GAZETA CHAMA SEUS JOGADORES, 126
3.4. A Gazeta Esportiva e a Associação Atlética Anhanguera, 135
3.5. A várzea tradicional d’A Gazeta, 142

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 151

ACERVOS E FONTES CONSULTADAS, 157
BIBLIOGRAFIA, 162
ANEXOS, 175

Referência

SILVA, Diana Mendes Machado da. A Associação Atlética Anhanguera e o futebol de várzea na cidade de São Paulo (1928-1950). 2013. 210 f. Dissertação (Mestrado em História) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.