“À beira do gramado ou fora do jogo?”

Autores

Mariana Cristina Borges

Subtítulo

as treinadoras do futebol de mulheres no Brasil

Orientador

Ludmila Nunes Mourão

Banca

Silvana Vilodre Goellner, Osmar Moreira de Souza Júnior

Faculdade / Instituição

Faculdade de Educação Física e Desportos, Universidade Federal de Juiz de Fora

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Educação Física

Ano

2018

Páginas

190

Cidade

Juiz de Fora

Resumo (pt)

Esta pesquisa buscou refletir sobre as trajetórias e experiências de mulheres que ocupam o cargo de treinadoras de futebol, espaço tradicionalmente direcionado aos homens em nossa sociedade. Além desse objetivo, buscou-se compreender como se dá o processo de inserção e permanência dessas mulheres nas comissões técnicas; identificar os desafios na construção de suas carreiras e; conhecer seus anseios acerca das perspectivas de ascensão na carreira como treinadora. Esta pesquisa possui natureza qualitativa e caráter descritivo. Como metodologia, foram utilizados os referenciais e pressupostos da História Oral Temática. A técnica de coleta de dados utilizada foi a entrevista semiestruturada, realizada com um grupo de nove treinadoras que atuaram no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Caixa (Brasileirão) e Copa do Brasil no ano de 2016. A pesquisa se desenvolveu de maneira online e por telefone, durante dez meses, no período de março de 2017 a janeiro de 2018. A partir dos dados coletados, percebemos que as trajetórias das treinadoras do futebol de mulheres no Brasil são marcadas pela transposição de barreiras e superação de desafios, desde o período em que ocupavam a posição de desportistas até chegarem ao cargo de treinadoras. O processo de inserção e permanência das treinadoras nas comissões está relacionado ao alto grau de capacitação que apresentam, bem como ao bom desempenho enquanto atletas e profissionais da Educação Física. As treinadoras acreditam em possibilidades de ascensão em meio às novas regras impostas pelos órgãos responsáveis pelo futebol do Brasil e da América, e em função de conquistas recentes de suas semelhantes. Entretanto, elas ainda observam muitas barreiras para permanecerem e ascenderem na profissão, além de considerarem que a carreira ainda é incipiente e apresenta condições aquém daquelas oferecidas aos homens. As trajetórias das treinadoras traduzem a eminente resistência oferecida pelas mulheres em espaços tradicionalmente reservados aos homens e apontam para a eficácia das estratégias de subversão utilizadas, as quais abalam as relações de poder estabelecidas nesse campo e questionam os discursos de interdição instituídos na sociedade.

Abstract

This research sought to reflect on how the trajectories and experiences of women who occupied the position of soccer coaches, the style traditionally aimed at men in our society. In addition to this objective, it was sought to understand how the process of insertion and permanence of these women in the technical commissions takes place; identify challenges in building their careers and; know their longings about career prospects as a coach. This qualitative research is characterized as a descriptive study, which had as its methodology the references and presuppositions of Oral Thematic History. The collection technique used was the semistructured interview conducted with a group of nine coaches who participated in the Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Caixa (Brasileirão) and Copa do Brasil in the year 2017. The research was developed online and by telephone, during ten months, from March 2017 to January 2018. The trajectories of the soccer managers of Brazil are marked by the transposition of barriers and overcome of challenges from the occupation stage to the load of coaches. The process of insertion and permanence of the trainers in the commissions is related to the high degree of qualification that they present as well as to the good performance as athletes and professionals of the Physical Education. The coaches believe in possibilities of ascension in the midst of the new rules imposed by the bodies responsible for soccer in Brazil and America, as well as in the light of recent achievements of their peers, but they still see many barriers to remain and ascend in the profession, the career as still incipient and in conditions inferior to those offered to men. The trajectories of the trainers reflect the eminent resistance offered by women in spaces traditionally reserved for men and point to the effectiveness of the strategies of subversion used, which undermine the power relations established in this field and call into question the discourses of interdiction instituted in society.

Sumário

1.“PRELEÇÃO: FUNDAMENTOS PARA ENTRAR EM CAMPO,13

2. “ESQUEMA TÁTICO: UMA DESCRIÇÃO SOBRE O PERCURSO METODOLÓGICO, 21
2.1 Onde estão as treinadoras brasileiras?, 21
2.2 Instrumentos e procedimentos de coleta, 25
2.3 Procedimentos e técnicas de análise dos dados, 28

3 “COMEÇA O JOGO:” TRAJETÓRIAS ESPORTIVA E PROFISSIONAL DAS TREINADORAS DE FUTEBOL, 32
3.1 “Escalando a equipe”: quem são as treinadoras do futebol de mulheres no
brasil?, 32
3.2 “Mulher é sexo frágil e não dá para jogar futebol”: mulheres e homens que
viram o jogo, 36
3.3“Subiu a bandeira!”: um passo à frente dos homens, logo, impedidas, 46

4 “RESENHA” FINAL, 68

REFERÊNCIAS, 71
ANEXOS, 76
APÊNDICES, 80

Referência

BORGES, Mariana Cristina. “À beira do gramado ou fora do jogo?”: as treinadoras do futebol de mulheres no Brasil. 2018. 190 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Faculdade de Educação Física e Desportos, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2018.