A construção da nação canarinho

Autores

Carlos Eduardo Sarmento

Subtítulo

uma história institucional da seleção brasileira de futebol, 1914-1970

Editora

Editora FGV

Cidade

Rio de Janeiro

Tema

Futebol brasileiro

Área de concentração

História do futebol

Páginas

148

Ano

2013

ISBN

9788522513024

Sumário

Introdução, 7


Capítulo 1

Origens institucionais, 11
Conflito e conciliação, 12
A seleção nacional entra em campo, 23
Tensões nos anos 1920, 34


Capítulo 2

O futebol na agenda da gestão estatal, 47
A primeira Copa do Mundo, 48
Amadores ou profissionais?, 54
Intervenção do Estado: a criação do CND, 62
O futebol oficial, 74

Capítulo 3

Traumas e catarse, 83
Preparativos para a Copa do pós-guerra, 84
Sonho e frustração: as Copas de 1950 e 1954, 90
Planejamento e investimentos, 101
Modernidade e consagração: o “caneco” de 1958, 108


Capítulo 4

A consolidação da Nação Canarinho, 117
O bicampeonato mundial, 118
A cancha e a caserna, 128
O apogeu de um projeto, 137

Bibliografia, 143

Sinopse

Mundialmente conhecido, nacionalmente adorado, o futebol brasileiro tem uma história fascinante. Quem poderia imaginar que poucos anos depois de estrear oficialmente, em julho de 1914, a seleção brasileira seria catapultada à condição de símbolo de brasilidade, tornando-se assunto incontornável para torcedores, especialistas e, até mesmo, intelectuais?

A construção da Nação Canarinho traz ao público algumas das várias histórias do futebol nacional. Nele, Carlos Eduardo Sarmento percorre um eixo de pesquisa pouco usual, a fim de compreender o processo de formação institucional da seleção brasileira. Por meio da análise de estratégias utilizadas por jogadores e dirigentes ao longo do tempo, o autor procura entender as relações estabelecidas entre a instituição, a cultura e a política.

Referência

SARMENTO, Carlos Eduardo. A construção da nação canarinho: uma história institucional da seleção brasileira de futebol, 1914-1970. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2013.