A Copa do Mundo de Futebol de 2014 e o (novo) Mineirão

Autores

Priscila Augusta Ferreira Campos, Silvia Cristina Franco Amaral

Periódico / Revista

RUA

Cidade

Campinas

Volume

v. 1

Número

n. 19

Páginas

p. 40-55

Ano

2013

ISSN

2179-9911

Resumo (pt)

Esse artigo objetiva analisar o conceito ‘novo’ que adjetiva o Estádio Governador Magalhães Pinto, Belo Horizonte/MG. Far-se-á uma análise entre os discursos e documentos de sua construção, em 1965, e de sua reforma para a Copa em 2014. Há permanências (necessidade de ser moderno, passar uma autoimagem positiva do País) e mudanças (diferenciação do conhecimento técnico-científico-informacional, transformação dos estádios, apropriação do espaço público pelo setor privado) nesse processo.

Palavras Chave: futebol, Copa do Mundo, estádio, Belo Horizonte, cidade, lazer

Abstract

The purpose of this article is to analyze the concept of “new” used to describe Governador Magalhães Pinto Stadium, in Belo Horizonte, state of Minas Gerais (MG). An analysis will performed of the speeches and the documents concerning its construction in 1965, and its renovation for the Cup in 2014. There are permanence’s (need to be modern, to impart a positive self-image of the country), and changes (differentiation of technical-scientific-informational knowledge, transformation of the stadia, appropriation of the public space by the private sector) in this process.

Keywords: football, FIFA World Cup, Stadium, Belo Horizonte, city, leasure

Referência

CAMPOS, Priscila Augusta Ferreira; AMARAL, Silvia Cristina Franco. A Copa do Mundo de Futebol de 2014 e o (novo) Mineirão. RUA. Campinas, v. 1, n. 19, p. 40-55, 2013.