A Copa do Mundo e a modernização dos estádios brasileiros

Autores

Rafael Rangel Soffredi

Orientador

Edson Silva de Farias

Banca

Aldo Antônio de Azevedo, Analia Laura Soria Batista, Sayonara de Amorim Gonçalves Leal Vargas

Faculdade / Instituição

Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Brasília

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Sociologia

Ano

2011

Páginas

130

Cidade

Brasília

Resumo (pt)

Nessa pesquisa, de modo geral, abordo a influência que um evento como a Copa do Mundo de Futebol exerce sobre um país como o Brasil. De modo específico, analiso os critérios que influenciaram na escolha dos estádios brasileiros que seriam modernizados devido à Copa do Mundo e como se deu essa escolha levando-se em conta os vários interesses envolvidos. Faço uma análise também a respeito da opinião de alguns torcedores da cidade de São Paulo sobre alguns aspectos da modernização dos estádios e outras influências da recente modernização no futebol. A escolha pela cidade de São Paulo como alvo dessa pesquisa se dá devido a preferência da Fédération Internationale Football Association (Fifa) e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa, presidido por Ricardo Teixeira, também presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pela cidade como palco do jogo de abertura da Copa e pela importância econômica e política de São Paulo no cenário nacional. A importância política e, principalmente, econômica de São Paulo foi o que fez com que a cidade se tornasse a preferida pela Fifa para abrigar o jogo de abertura da Copa. Uma vez que esse jogo é encarado como o mais importante de toda a competição, até mesmo do que o jogo final, ao menos financeiramente falando. Por outro lado, vimos que, apesar de certas premissas presentes na ideia de modernização e na influência que os modelos europeus exercem nessa ideia sobre outros países do globo, o que mais pesou na decisão sobre a modernização dos estádios brasileiros para a Copa foram as disputas internas de interesses. Vimos também que os torcedores brasileiros, e parte da população em geral, apesar de concordarem com alguns aspectos da modernização, ainda não estão totalmente dispostos a arcar financeiramente com ela. Ou seja, além de uma consciência característica é necessário que haja também uma base material sólida para que determinados aspectos do futebol moderno, do modelo europeu, venham a se desenvolver no futebol brasileiro.

Abstract

Generally, in the present study, I discuss the influence that an event like the Fifa World Cup has on a country like Brazil. Specifically, I analyze the criterion that influenced the choice of Brazilian stadiums that would be under the process of modernization due to the World Cup and how was this choice taking into account the various interests involved. Also do an analysis about the opinion of some fans in São Paulo on some aspects of the modernization of stadiums and other influences of the recent modernization in football. The choice for the city of São Paulo as target of this study is because the preference of the Fédération Internationale Football Association (Fifa) and the Comitê Organizador Local (COL) da Copa, – Local Organizing Committee – led by Ricardo Teixeira, also president of the Confederação Brasileira de Futebol (CBF) – Brazilian Football Confederation – by the City as the venue of the opening match of the Cup and the economic and political importance of São Paulo on the national scene. The political and especially economic importance of São Paulo was what made the city become the preferred FIFA to host the opening match of the tournament. Once this match is seen as the most important of the entire competition, even than the final match, at least financially speaking. On the other hand, we saw that, although certain premises present in the idea of modernization and the influence that European models exercise on other countries of the world, which weighed more in the decision on the modernization of Brazilian stadiums for the World Cup were internal disputes of interests. We also saw that the Brazilian fans, and part of the general population, despite agreeing with some aspects of modernization, are not yet fully prepared to handle with it. In other words, apart from a characteristic conscious is also necessary to have a solid material basis for certain aspects of the modern football, as the European model, to be developed in Brazilian football.

Sumário

Introdução, 01

Capítulo 1. Aspectos da modernização do futebol brasileiro, 05
1.1 O conceito de moderno e modernização, 06
1.2 O futebol no Brasil, 19

Capítulo 2. A modernização dos estádios, 31
2.1 O jornal como fonte documental, 31
2.2 A Copa do Mundo é nossa, 34
2.3 A escolha das cidades-sedes, 38
2.4 A abertura da Copa: o caso do estádio paulista, 56

Capítulo 3. O que dizem os torcedores, 91

Considerações finais, 108

Referências bibliográficas, 113

Anexos, 118

Referência

SOFFREDI, Rafael Rangel. A Copa do Mundo e a modernização dos estádios brasileiros. 2011. 130 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Brasília, Brasília, 2011.