A mulher nos estádios: das plumas ao disfarce

Autores

Elisabeth Murilho da Silva

Periódico / Revista

dObra[s]

Cidade

São Paulo

Volume

v. 4

Número

n. 9

Páginas

p. 50-60

Ano

2010

ISSN

2358-0003

Resumo (pt)

No começo do século XX, durante os primeiros anos do futebol no Brasil, a mulher era presença marcante nos estádios, assim como as famílias. Como se tratava de um esporte amador adotado pela elite brasileira, as arquibancadas ficavam lotadas de moças elegantes, vestidas segundo a moda europeia, com seus chapéus enfeitados de flores e plumas que davam um colorido peculiar ao local. No decorrer do século, no entanto, a mulher vai, gradualmente, afastando-se do futebol, e o estádio passa a ser visto, cada vez mais, como um ambiente masculino.

Abstract

At the beginning of the 20th century, during the first years of soccer in Brazil, women and entire families were constantly present at soccer stadiums. Since it was an amateur sport that had been recently adopted by the Brazilian elite, bleachers were crowded with elegant young girls, dressed according to the European fashion, with hats decorated with flowers and feathers, this way adding special colors to the place. Throughout the century however, women gradually pulled away from the stadiums, which more and more became known as a strictly male environment.

Referência

SILVA, Elisabeth Murilho da. A mulher nos estádios: das plumas ao disfarce. dObra[s]. São Paulo, v. 4, n. 9, p. 50-60, 2010.