A pátria de chuteiras

Autores

Nelson Rodrigues

Editora

Nova Fronteira

Cidade

Rio de Janeiro

Páginas

134

Ano

2013

ISBN

9788520933121

Sumário

Coices e relinchos triunfais, 15

O escrete é nosso!, 18

Clube não é boteco, 20

A piada imortal, 23

O Brasil desencadeado, 25

O homem formidável do Brasil, 27

Pra que essa gana destrutiva e bestial?, 30

Narciso às avessas, 33

Pelé, colega de Miguel Ângelo, Homero e Dante, 36

Garrincha, passarinho apedrejado, 39

O escrete de loucos, 42

Jogador escalado pelo óbvio, 46

O escrete precisa de amor, 49

A cara da derrota, 51

Utopia fatal, 54

Os “entendidos” rosnam de frustração, 57

Tomar ou não tomar o Chicabon?, eis a questão, 60

O grande sol do escrete, 63

Almir, nosso Pelé branco, 67

Coutinho não é nome de jogador de futebol!, 70

O tempo e a eternidade, 73

A memória é uma vigarista, 76

Brasil vacila entre o pessimismo mais obtuso e a esperança mais frenética, 79

A Rússia e os Estados Unidos começaram a ser o passado, 82

A realeza de Pelé, 85

É chato ser brasileiro!, 88

Matar ou morrer, 91

Guerra suja, tão suja, 94

O belo milagre das vaias, 98

Momentos de eternidade, 102

O “entendido”, salvo pelo ridículo, 105

O mais belo futebol da Terra, 109

Dragões de espora e penacho, 113

João sem medo, 116

Um gesto de amor, 119

A Copa do apito, 122

O time nacional tem que se achar o melhor do mundo, 125

Tristíssimo Brasil, 127

A força da burrice, 130

Futebol é paixão, 132

Sinopse

Crônicas publicadas por Nelson Rodrigues entre as décadas de 50 e 70 e selecionadas pelo ministro Aldo Rebelo.

Referência

RODRIGUES, Nelson. A pátria de chuteiras. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013.