A “praga” da FlaGay e o “desbunde” guei no futebol brasileiro

Autores

Maurício Rodrigues Pinto

Periódico / Revista

Rebeh - Revista Brasileira de Estudos da Homocultura

Cidade

Redenção

Volume

v. 1

Número

n. 4

Páginas

p. 102-123

Ano

2019

ISSN

2595-3206

Resumo (pt)

O artigo irá tratar da visibilidade pública das torcidas gueis no futebol brasileiro, no final da década de 1970. Essas torcidas surgem junto a outras manifestações culturais e políticas que deram forma ao movimento homossexual brasileiro. Será apresentada a trajetória da Coligay, primeira torcida gay a marcar presença nas arquibancadas de estádios brasileiros, e feita uma análise mais detida da controvérsia em torno da FlaGay, torcida gay do Flamengo, que anunciou a sua estreia em outubro de 1979, mas teve o seu acesso às arquibancadas impedido. Para entender essa mobilização contrária à FlaGay são analisadas reportagens produzidas pelo Jornal dos Sports, principal periódico esportivo do Rio de Janeiro à época, que contribuiu para a construção de uma visão estereotipada da torcida. Como contraponto, são analisados artigos publicados pelo Lampião da Esquina, importante jornal da imprensa alternativa, produzido por intelectuais e ativistas do movimento homossexual brasileiro, que se posicionou contrariamente à homofobia no futebol brasileiro.

Palavras-chave: Torcidas gays; Coligay; FlaGay; Jornal dos Sports; Lampião da Esquina.

Abstract

This article aims to analyze the gay soccer fans public visibility in Brazilian soccer in the late 1970s. These soccer supporters appear alongside other cultural and political manifestations that shaped the Brazilian homosexual movement. Coligay’s trajectory, the first gay football supporters to be present in Brazilian stadium grandstands, and a closer analysis of the controversy around FlaGay, Flamengo’s gay crowd, who announced its debut in October 1979 and had its access to the stadium prevented, are going to be presented. To understand this mobilization contrary to FlaGay we analize reports produced by “Jornal dos Sports”, the main sports newspaper of Rio de Janeiro at the time, which contributed to the construction of a stereotyped view of the fans. As a counterpoint, articles published by “Lampião da Esquina”, an important independent newspaper produced by intellectuals and activists of the Brazilian homosexual movement against homophobia in Brazilian soccer, have been analized.

Keywords: Gay Football Supporters; Coligay; FlaGay; Journal of Sports; Lampião da Esquina.

Referência

PINTO, Maurício Rodrigues. A “praga” da FlaGay e o “desbunde” guei no futebol brasileiro. Rebeh - Revista Brasileira de Estudos da Homocultura. Redenção, v. 1, n. 4, p. 102-123, 2019.