A Rede Urbana Pan-Amazônica e a Copa do Mundo de 2014

Autores

Alex Butel Ribeiro

Subtítulo

os impactos nas cidades de Tabatinga (BR) e Leticia (COL)

Orientador

Tatiana Schor

Faculdade / Instituição

Instituto de Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Amazonas

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Geografia

Ano

2015

Páginas

197

Cidade

Manaus

Resumo (pt)

Pela segunda vez na história, o Brasil foi palco do mais importante torneio de futebol do planeta: a Copa do Mundo da FIFA. Na edição realizada em 2014, a região amazônica participou diretamente do processo, tendo a cidade de Manaus como uma das 12 subsedes eleitas. O presente trabalho surge a partir de reflexões sobre esse megaevento esportivo e seus impactos no Estado do Amazonas. Essas reflexões são frutos de um trabalho de campo exploratório realizado em Março de 2013 no alto Rio Solimões, especificamente na região conhecida como Tríplice Fronteira Amazônica. Disposta no coração da Amazônia, a região apresenta a delimitação territorial de Brasil, Colômbia e Peru, contendo características bastante singulares, especialmente por conta da conurbação existente entre as duas cidades principais que ali se localizam: Tabatinga (BR) e Leticia (COL). Como hipótese, seguindo uma discussão voltada à rede urbana, sugeriu-se que cidades mais bem estruturadas e que exercem influência econômica sobre outros centros urbanos menores, poderiam apresentar impactos mais acentuados e visíveis do que pequenas cidades mais próximas à Manaus, mas com dinâmicas urbanas menos complexas. Portanto, a distância física não seria necessariamente um empecilho e um fator determinante. Consequentemente, por conta de sua importância econômica, cultural e política, caracterizadas por sua dinâmica de fronteira internacional, importante estrutura aeroportuária e fortes relações com outros centros urbanos, as cidades de Tabatinga e Letícia poderiam sofrer maiores impactos, apesar da considerável distância até a subsede amazônica. Dessa forma, o objetivo geral da pesquisa foi analisar os impactos da Copa do Mundo de 2014 na rede urbana pan-amazônica, focando a análise nas redes de transporte e infraestrutura urbana das cidades de Tabatinga e Leticia uma vez que se apresentam como cidades de suma importância territorial. Tal estudo justifica-se por diversos fatores. Primeiramente, por levantar uma discussão do que vem a ser a Amazônia, tanto em termos físico-natural quanto político-ideológico. Para além, a análise de megaeventos esportivos se torna importante porque suas características de multidisciplinaridade podem até não apresentar um panorama completo, mas certamente um cenário que contempla boa parte da realidade do espaço geográfico em que ele ocorre. Assim sendo, o estudo ganha um destaque ainda maior porque foi pioneiro na análise eminentemente geográfica de megaeventos esportivos na Amazônia e especialmente porque foi um passo inicial na discussão sobre a influência desses eventos em cidades que podem ser consideradas médias. Finalmente, o trabalho corrobora de forma singela e pontual, em união com uma gama de estudos, para a compreensão da rede urbana das cidades pan-amazônicas. O levantamento e leitura de referenciais bibliográficos sobre os temas específicos e aquisição de dados secundários em sites oficiais dos dois países, em união com os trabalhos de campo, nortearam o desenvolvimento da pesquisa. O estudo proposto traz à tona a consolidação e importância estrutural da rede urbana na região amazônica e mostra como os estudos geográficos regionais não podem prescindir deste entendimento e das características internacionais que a região possui.

Palavras-chave: Rede Urbana; Pan-Amazônia; Transporte; Tríplice Fronteira Amazônica; Megaeventos Esportivos.

Abstract

For the second time is history, Brazil was the stage of the most important soccer championship around the planet: FIFA World Cup. The 2014 edition took place in the Amazon region, which was directly involved in the whole process, having the Amazonas state capital city Manaus as one of the chosen city hosts. The demands of this present study rises from the reflections about this major sports event as well as its impacts on the Amazonas state. These reflections are the results of an extensive field work done in May 2013 in the so called “High Solimões River”, more specifically in an area known as the Amazon Triple Border. Located in the heart of the Amazon, this spot presents the territorial delineation among Brazil, Colombia and Peru, which shows unique characteristics due to the conurbation between the two main towns of Tabatinga (Brazilian side) and Letícia (Colombian side). Emerged from the discussion focused on the urban system the hypothesis speculated that the better structured cities which hold financial influence over the smaller ones would show steeper and more visible impacts than the small towns with less complex urban dynamics in the surrounding area of Manaus. Thus, the physical distance between the border cities of Tabatinga and Letícia and the capital city of Manaus, would not be a determining factor or cause any impairment to both cities to be affected by the major event. Holding financial, cultural and political importance, in addition to their airport terminal structure as well as their linkage to other urban areas, these two border cities could suffer a considerable impact. Therefore the main objective of this research was to analyze the impacts of the 2014 World Cup on the Pan-Amazonian urban system, highlighting the transportation network and the urban infrastructure of the cities of Tabatinga and Letícia. A diversity of facts justified this study. Firstly, it raises the discussion of what the Amazon represents, in terms of its natural-physical body as well as its ideological and political matter. Furthermore, the analysis of huge sports events claims its importance due to its multiple faces which may not show its whole scope, although it certainly contemplates a greater amount of realia of the geographical area where it occurs. Especially because of that, the present study states its greater relevance being the pioneer in crossing analyzing huge sports events and their imminent impact on cities considered to be medians. Finally, this study corroborates to the better understanding of the urban system of the Pan-Amazonian cities. Both Brazilian and Colombian bibliographic data and secondary information concerning the specifications of the study, together with the field work itself guided the development of this research. In conclusion, the present study consolidates the structural importance of the urban system of the Amazon region and shows why the regional geographical studies cannot prescind from this knowledge nor avoid acknowledging the international characteristics this region claims.

Key words: Urban System; Pan-Amazonian; Transportation; Amazon Triple Border; Huge Sports Events.

Sumário

INTRODUÇÃO, 165

CAPÍTULO 1 – REGIONALIZAÇÃO E REDE URBANA NA AMAZÔNIA, 243
1.1 A REGIONALIZAÇÃO DA AMAZÔNIA, 243
1.1.1 As faces da discussão, 243
1.1.2 Os critérios adotados para a regionalização da Amazônia, 254
1.1.2.1 O critério hidrográfico, 254
1.1.2.2 O critério ecológico, 265
1.1.2.3 O critério político-administrativo, 265
1.1.3 A Pan-Amazônia, 298
1.2 REDE E HIERARQUIA URBANAS NA PAN-AMAZÔNIA,30
1.2.1 Breves aspectos teóricos sobre redes e hierarquia de cidades, 30
1.2.1.1 O foco de análise: as cidades médias, 354
1.2.2 A rede urbana Pan-Amazônica, 409
1.2.2.1 Características da rede urbana da Amazônia Brasileira, 41
1.2.2.2 Características da rede urbana da Amazônia Colombiana, 487

CAPÍTULO 2 – A TRÍPLICE FRONTEIRA AMAZÔNICA E SUA REDE URBANA, 587
2.1 A TRÍPLICE FRONTEIRA AMAZÔNICA, 587
2.1.1 Área de Estudo, 587
2.1.2 Tabatinga, 609
2.1.3 Leticia, 676
2.2 AS REDES URBANAS QUE SE ESTABELECEM NA TRÍPLICE FRONTEIRA, 787
2.2.1 O transporte interurbano, 798
2.2.2 O transporte aéreo, 832
2.2.3 O transporte fluvial, 876
2.2.3.1 A importância de Tabatinga, 987
2.2.3.2 As cidades e localidades peruanas, 1098
2.2.3.3 A dinâmica fluvial de Leticia, 11110

CAPÍTULO 3 – MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E A COPA DO MUNDO DE 2014, 1187
3.1 O DEBATE SOBRE OS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS NO BRASIL, 1187
3.1.1 As faces do debate, 1187
3.1.1.1 Os discursos desenvolvimentistas, 1254
3.1.1.2 Legados de megaeventos esportivos, 1265
3.1.1.3 Impactos de megaeventos esportivos, 1309
3.2 A COPA DO MUDO DE 2014 E O CENÁRIO AMAZÔNICO, 13130
3.2.1 A escolha do Brasil como sede do mundial e os países participantes, 13231
3.2.2 Do Brasil à Amazônia Brasileira: a cidade de Manaus no contexto da Copa do
Mundo, 1332
3.2.3 Da metrópole às cidades médias: a transcendência do espetáculo,1443

CAPÍTULO 4 – OS IMPACTOS DA COPA DO MUNDO DE 2014 NA TRÍPLICE FRONTEIRA AMAZÔNICA,1465
4.1 AS MOBILIZAÇÕES PERUANAS, 1465
4.1.1 As mobilizações identificadas, 1465
4.2 OS IMPACTOS DO MUNDIAL NAS CIDADES GÊMEAS, 1487
4.2.1 A infraestrutura urbana e hotelaria, 1498
4.2.2 Os impactos nas redes de transporte, 1554
4.2.2.1 No transporte intraurbano / interurbano, 1554
4.2.2.2 No transporte fluvial e aéreo, 1576
4.2.3 Na segurança pública, 17271

CAPÍTULO 5 – A COPA DO MUNDO NA FRONTEIRA: UM RELATO DE CAMPO, 1743
5.1 O RELATO
5.1.1 11 de Junho de 2014: A chegada à fronteira, 1743
5.1.2 Brasil x Croácia: A Copa tem início com o jogo do anfitrião, 1765
5.1.3 Colômbia x Grécia: A estreia da Colômbia no mundial e o fechamento da fronteira, 1787
5.1.4 Brasil x México: Um empate amargo, 1798
5.1.5 Colômbia x Costa do Marfim: A esquina da classificação, 18180
5.1.6 Brasil x Camarões: Chuva, futebol, classificação, carreata e mais chuva!,1854

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 1876

Referência

RIBEIRO, Alex Butel. A Rede Urbana Pan-Amazônica e a Copa do Mundo de 2014: os impactos nas cidades de Tabatinga (BR) e Leticia (COL). 2015. 197 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Instituto de Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015.