A rivalidade entre pontepretanos e bugrinos

Autores

Márcio Pereira Morato

Orientador

Jocimar Daolio

Banca

Heloisa Helena Baldy dos Reis

Faculdade / Instituição

Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas

Tipo

Monografia

Área de concentração

Educação Física

Ano

2003

Páginas

49

Cidade

Campinas

Resumo (pt)

Considerando o futebol brasileiro como fenômeno cultural, este trabalho objetivou analisar as manifestações de rivalidade entre torcidas de futebol. Para isso utilizamos a análise etnográfica no acompanhamento de torcedores de clubes de Campinas, SP (Ponte Preta e Guarani), em doze jogos, durante o Campeonato Brasileiro 2001 e a Liga Rio-SP 2002. Foram seis jogos de cada equipe, incluindo dois “Derbys”, como é popularmente chamado o confronto entre as duas equipes analisadas. Também foram realizadas oito entrevistas semi-estruturadas, que foram gravadas e transcritas posteriormente para análise, com torcedores dessas equipes (quatro de cada time). Os torcedores, assim como o patrimônio e os jogadores, são peças fundamentais no desenvolvimento do time, incentivando-o e desestabilizando o rival. A relação entre torcedores rivais mostrou-se sempre demarcada pela constante tentativa de negação ou desqualificação do outro e auto-afirmação do seu time e sua torcida. Assim, os torcedores utilizam diversas manifestações rivalizantes determinadas por suas relações: expõem camisas e bandeiras, criam apelidos para os rivais, cantam músicas e hinos e, inclusive, tomam parte da violência, simbólica ou real. Sendo a rivalidade calcada na diferença, a violência apresenta-se como intolerância a esta diferença.
Futebol – Torcida – Cultura.

Sumário

1) Apresentação, 1
2) Memorial, 2
3) Pontapé Inicial, 10
4) O Torcedor e seu Time, 11
4.1) O Patrimônio, 14
4.1.1) Clube ou sede, 15
4.1.2) A história, o hino e o mascote, 15
4.1.3) A camisa, a bandeira, as cores e o distintivo, 18
4.1.4) O estádio, 20
4.1.5) Os títulos, 23
4.2) Os Jogadores, 25
4.3) A Torcida, 28
5) O Torcedor e seus Rivais, 32
6) As Manifestações Rivalizantes, 37
7) Trocando Passes, 41
8) Referências Bibliográficas, 43

 

Referência

MORATO, Márcio Pereira. A rivalidade entre pontepretanos e bugrinos. 2003. 49 f. Monografia (Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.