Afonsinho e Edmundo

Autores

José Paulo Florenzano

Subtítulo

a rebeldia no futebol brasileiro

Editora

Musa Editora

Cidade

São Paulo

Área de concentração

Jogador de futebol

Páginas

256

Ano

1998

ISBN

8585653345

Sumário

Prefácio, 7

Introdução, 9

Parte I
Afonsinho, 21

Desencontro, 23
O futebol-moderno, 25
O corpo-máquina, 31
As escolas de futebol, 36
Afonsinho no Botafogo, 43
A militarização do futebol brasileiro, 48
O domesticador de cães, 54
O longo verão quente: disciplina versus rebeldia, 70
Da sub-raça ao super-homem, 76
Os novos bárbaros, 85
A Lei de Passe, 95
A rebeldia entra em campo, 105
A Laranja Mecânica, 110
Jogador-problema, 118

Parte II
Edmundo, 125

Anjo e demônio, 127
O bandido entra em campo, 133
O jogo das máquinas, 147
A chave do problema, 154
O tribunal da norma, 161
A cartilha do jogador-disciplinar, 168
O estádio Panóptico, 178
Os animais das arquibancadas e o animal dos gramados, 186
A criação do jogador-animal, 192
O animal na casa do Senhor, 211
O animal e as Leis, 225
O exílio do Animal, 240

Dom Quixote e o Animal, 243

Bibliografia, 251

Sinopse

O livro “Afonsinho e Edmundo” focaliza a produção do jogador-disciplinar exigido pela modernização do nosso futebol iniciada nos anos 60. José Paulo Florenzano analisa com sensibilidade a trajetória de Afonsinho e Edmundo, dois de uma série de expoentes da rebeldia dentro do futebol brasileiro e que acabaram enquadrados na categoria do jogador-problema. A leitura do livro revela as malhas e os bastidores do poder em busca da produção da docilidade e da excomunhão do rebelde transformado em jogador-problema.

Referência

FLORENZANO, José Paulo. Afonsinho e Edmundo: a rebeldia no futebol brasileiro. São Paulo: Musa Editora, 1998.