Análise quantitativa da distribuição de jogadores de futsal em quadra durante jogos oficiais de diferentes categorias

Autores

Murilo José de Oliveira Bueno

Orientador

Felipe Arruda Moura

Banca

Rodrigo Rico Bini, Sergio Augusto Cunha

Faculdade / Instituição

Faculdade de Educação física, Universidade Estadual de Londrina

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Educação física

Ano

2016

Páginas

94

Cidade

Londrina

Resumo (pt)

O objetivo dessa pesquisa foi analisar quantitativamente a distribuição de jogadores de futsal de diferentes categorias (sub-15, sub-18, e profissional), durante partidas oficiais. Nos quinze jogos da presente pesquisa, foram obtidas as trajetórias de 301 jogadores brasileiros, sendo 89 jogadores para a categoria sub-15, 102 jogadores para a categoria sub-18 e 110 jogadores para a categoria profissional, através de um sistema de rastreamento automático. A área de ocupação foi definida como a área do envoltório convexo formado a partir da posição dos jogadores. O espalhamento da equipe foi medido como a norma euclidiana de cada vetor da matriz distâncias entre os jogadores. Foram calculadas as distâncias euclidianas entre os centroides como o centro da figura geométrica formada pelo envoltório convexo. Os capítulos foram divididos em dois estudos. No primeiro estudo, foram analisadas a área de ocupação, espalhamento e a distância entre os centroides ao longo do tempo e em situações de finalizações (F) e desarmes (D), quando as equipes atuaram com e sem a participação do goleiro-linha. Os resultados mostraram que, para cada categoria analisada, quando estavam atacando, os jogadores estavam mais espalhados e ocupavam uma maior área do que quando estavam defendendo. O espalhamento e área de ocupação, quando analisado entre as categorias, os jogadores de categorias mais jovens se organizavam de forma mais compacta que os jogadores de categorias mais experiente quando estavam atacando Quando estavam defendendo, esses resultados foram opostos. Em situações específicas, as equipes de categoria de base ocuparam maiores áreas e se espalhavam mais quando desarmes foram realizados. Já a categoria profissional mostrou distâncias entre os centroides maiores quando desarmes foram realizados. No estudo 2, foram realizadas análises das séries temporais de espalhamento das equipes em diferentes categorias para uma descrição da forma como os jogadores se organizam em quadra em função do tempo de jogo. Os resultados de média ± DP de frequência mediana das séries temporais de espalhamento do primeiro para o segundo tempo são significativamente diferentes somente para a categoria sub-15 (primeiro tempo, 1.04 ± 0.46; segundo tempo 1.40 ± 0.34). Entre as categorias, os valores de frequência diferem significativamente. Categorias mais jovens apresentam frequência de oscilação de espalhamento mais altas que a categoria profissional, o que reflete na dinâmica de jogo entre ataque e defesa, podendo ajudar técnicos a compreender melhor a dinâmica da modalidade e preparar de forma adequada seus jogadores em determinada categoria e para um melhor planejamento de treinamento tático para uma futura transição de categoria.

Abstract

The purpose of this study was to analyze quantitatively the futsal players’ distribution (U15, U18 and professionals) on the court during official soccer matches. Using an automatic tracking method, it was obtained 301 Brazilian players’ trajectories (89 U15, 102 U18 and 110 professional players) during 15 matches. The surface area was defined as the area of the convex hull formed by the players’ positions. The team’s spread was measured by the Euclidian norms of each matrix vector of the distances between teammates. It was calculated the Euclidian distances between the centroids (defined as the center of the geometric shape formed by the convex hull). The chapters were divided in two studies. In the first study, the surface area, spread, and the distance between the centroids over time, and situations of shots to goal and tackles were analyzed when the teams performed with and without the outfield goalkeeper player participation. The results showed that, for each analyzed category, when the players were attacking, they were more distant from each other and occupied a bigger area than when they were defending. Related to the spread and surface area when analyzed among the categories, the younger players organized themselves in a more compact form than the more experienced players when those were attacking. When they were defending, these results were the opposite. In specific situations, the younger categories teams occupied greater areas and spread when tackles were performed. On the other hand, the professional category showed greater distances between the centroids when the tackles were performed. In the second study, analyses of the time series of the team’s spread in different categories were performed for a description of the way the players organized themselves on the court over time. The median frequency mean ± DP of the spread from the first to the second half temporal series were significantly different only for the U15 category (first half 1.04 ± 0.46; second half 1.40 ± 0.34). Among the categories, the frequency values differ significantly. Younger players categories showed higher oscillation frequency for spread than the professional category and that reflects on the dynamic of the game between defense and attack, which can help coaches to understand better the dynamic of the category and prepare, in a more efficient way, his own team of a particular category, and also for a better tactic training plan for a future level transition.

Sumário

1 INTRODUÇÃO, 14

2 OBJETIVOS, 23

2.1 OBJETIVO GERAL, 23

2.1 OBJETIVOS ESPECÍFICOS, 23

3 JUSTIFICATIVA, 24

4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS, 26

4.1 COLETAS DE DADOS E PARTICIPANTES, 26

4.2 MÉTODO DE RASTREAMENTO AUTOMÁTICO, 27

4.3 REGISTRO DAS AÇÕES TÉCNICAS, 31

4.4 POSSE DE BOLA, 33

4.5 ESPALHAMENTO DAS EQUIPES, 33

4.6 ÁREA DE OCUPAÇÃO DAS EQUIPES, 34

4.7 DISTÂNCIA ENTRE OS CENTROIDES DAS EQUIPES, 35

5 ESTUDO UM: ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO DE JOGADORES DE FUTSAL EM QUADRA EM DIFERENTES CATEGORIAS DURANTE JOGOS OFICIAIS, 38

RESUMO, 38

5.1 INTRODUÇÃO, 39

5.2 MÉTODOS, 42

5.3 RESULTADOS, 46

5.4 DISCUSSÃO, 55

5.5 CONCLUSÃO, 59

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA, 60

6 ESTUDO DOIS: ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DAS SÉRIES TEMPORAIS DE ESPALHAMENTO EM JOGOS OFICIAIS DE FUTSAL PARA DIFERENTES CATEGORIAS. 63

RESUMO, 63

6.1 INTRODUÇÃO, 63

6.2 MÉTODOS, 65

6.3 RESULTADOS, 69

6.4 DISCUSSÃO, 75

6.5 CONCLUSÃO, 77

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA, 78

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS, 80

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 82

 

Referência

BUENO, Murilo José de Oliveira. Análise quantitativa da distribuição de jogadores de futsal em quadra durante jogos oficiais de diferentes categorias. 2016. 94 f. Dissertação (Mestrado em Educação física) - Faculdade de Educação física, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2016.