Argumentação na mídia impressa

Autores

Ana Cláudia Dévara Bezerra

Subtítulo

a copa do mundo de 2014

Orientador

Esther Gomes de Oliveira

Faculdade / Instituição

Centro de Letras e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Londrina.

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Estudos da Linguagem

Ano

2016

Páginas

177

Cidade

Londrina

Resumo (pt)

A mídia impressa, seja ela reportagem, editorial, carta do leitor, artigo de opinião ou propaganda, faz uso de determinados recursos para promover a interação com o interlocutor. O Brasil, ao realizar e organizar a Copa do Mundo, em 2014, foi palco da publicação, nos mais diversos veículos midiáticos, de uma profusão de textos referentes ao evento. Em nossa dissertação, tendo como base o evento Copa do Mundo de 2014, selecionamos dois gêneros discursivos, considerados altamente argumentativos: o artigo de opinião e a propaganda, ambos relativos à Copa e repletos de recursos persuasivos que enriqueceram a mensagem neles contida, os quais analisaremos com base nas teorias fornecidas pela Semântica Argumentativa e pela Linguística Textual. Os principais mecanismos analisados são: a) adjetivação; b) processos intensificadores; c) operadores argumentativos; d) dêiticos; e) intencionalidade; f) situacionalidade. Os textos selecionados para análise dão provas de como um único acontecimento pode gerar opiniões distintas, sentimentos controversos, dúvidas e consequências que ficarão marcadas por muito tempo na mente dos brasileiros, demonstrando o quanto a argumentação e seus recursos são fundamentais, inclusive quando se refere à identificação dos aspectos relacionados à ideologia. Quanto ao teor dos textos, no artigo de opinião, encontramos um humor sarcástico do enunciador, que faz denúncias quanto à organização, à realização e ao “patriotismo” dos torcedores, além de muitas outras críticas contidas nas entrelinhas. Nas propagandas, há a convocação do público para torcer e vibrar junto com o Banco Itaú e, também, em comprometer-se em estar com a seleção até mesmo depois da derrota e eliminação histórica da seleção brasileira.

Abstract

The print media, whether report, editorial, reader’s letter, opinion piece or advertisement, makes use of certain features to foster interaction with interlocutors. As Brazil organised and held the World Cup in 2014, the country faced a profusion of texts related to it. Based on that, we selected two discoursive genres that are considered highly argumentative: the opinion piece and the advertisement, both related to the sports event and full of persuasive features that enrich their message. In this research, guided by theories provided by Text Linguistics and Argumentative Semantics, we analysed some of the most important features from the corpus, which are: a) adjectives; b) intensifiers; c) argumentative operators; d) deixis; e) intentionality; f) situationality. The selected texts give evidence that a single affair can generate different ideas, mixed feelings, doubts and consequences which will be etched on the Brazilians’ memory for a long time, showing how fundamental argumentation and its features are, even when related to the identification of aspects regarding ideology. When it comes to the tone of the texts, the opinion piece presents a sarcastic enunciator, who criticises the organisation and the realization of the World Cup 2014 and the “patriotism” of its supporters, in addition to other criticism found between the lines. In the advertisement, there is a call to spectators not only to cheer and celebrate along with Banco Itaú but also to be committed to the Brazilian football team notwithstanding its defeat in an historical elimination.

Sumário

INTRODUÇÃO, 11

1 JUSTIFICATIVA, 12

2 OBJETIVOS, 15

2.1 OBJETIVO GERAL, 15

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS, 16

3 CONSTITUIÇÃO DO CORPUS, 16

4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS, 17

5 DELIMITAÇÃO DO CORPUS, 17

6 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO, 18

CAPÍTULO 1 – COPA DO MUNDO DE 2014 E A MÍDIA IMPRESSA, 20

1.1 COPA DO MUNDO DE 2014: CONTEXTUALIZAÇÃO, 21

1.2 VEÍCULOS MIDIÁTICOS: A COPA DO MUNDO DE 2014, 24

1.2.1 Revista Veja, 28

1.2.2 Banco Itaú, 29

1.3 DISCURSO PUBLICITÁRIO, 30

1.4 ARTIGO DE OPINIÃO, 34

1.5 IDEOLOGIA, 37

1.5.1 Aspectos Ideológicos do Discurso Midiático, 37

CAPÍTULO 2 – A ARGUMENTAÇÃO E OS RECURSOS ARGUMENTATIVOS PRESENTES NO TEXTO, 41

2.1 LINGUÍSTICA TEXTUAL: TRAJETÓRIA, 42

2.1.1 Situacionalidade, 44

2.1.2 Intencionalidade, 45

2.1.3 Aceitabilidad

2.2.2 Intensificação, 55

2.2.3 Modalização, 58

2.2.4 Dêixis, 58

2.2.5 Operadores Argumentativos, 60

CAPÍTULO 3 – ANÁLISE DO CORPUS, 63

3.1 APRESENTAÇÃO DO CORPUS, 64

3.1.1 Primeira Análise: artigo de opinião, 64

3.1.1.1 Intencionalidade e aceitabilidade, 67

3.1.1.2 Situacionalidade, 68

3.1.1.3 Ideologia, 69

3.1.1.4 Adjetivação, 69

3.1.1.5 Intensificação, 73

3.1.1.5.1 Repetição, 74

3.1.1.6 Dêixis, 75

3.1.1.7 Operadores argumentativos, 78

3.1.1.8 Modalização, 80

3.1.2 Segunda Análise: propaganda 1 , 82

3.1.2.1 Seleção lexical, intecionalidade e aceitabilidade, 84

3.1.2.2 Situacionalidade, 85

3.1.2.3 Ideologia, 85

3.1.2.4 Adjetivação, 87

3.1.2.5 Intensificação, 88

3.1.2.5.1 Repetição, 88

3.1.2.5.2 Paralelismo, 89

3.1.2.6 Dêixis, 90

3.1.2.7 Operadores argumentativos, 90

3.1.3 Terceira Análise: propaganda 2, 92

3.1.3.1 Seleção lexical, intencionalidade e aceitabilidade, 93

3.1.3.2 Situacionalidade, 94

3.1.3.3 Ideologia, 95

3.1.3.4 Repetição, 97

3.1.3.4.1 Anáfora, 98

3.1.3.4.2 Paralelismo, 98

3.1.3.5 Dêixis, 99

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 101

REFERÊNCIAS, 105

ANEXO, 113

Anexo A – , 114

Referência

BEZERRA, Ana Cláudia Dévara. Argumentação na mídia impressa: a copa do mundo de 2014. 2016. 177 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Letras e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Londrina., Londrina, 2016.