As barreiras enfrentadas por treinadoras brasileiras

Autores

Heidi Jancer Ferreira, Luiza Aguiar dos Anjos, Alexandre Janotta Drigo, Ludmila Nunes Mourão, José Geraldo do Carmo Salles

Periódico / Revista

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte

Cidade

São Paulo

Volume

v. 31

Número

n. 2

Páginas

p. 479-488

Ano

2017

ISSN

1981-4690

Resumo (pt)

No Brasil, a representatividade de mulheres como treinadoras esportivas é muito baixa. Diante desse cenário, este estudo teve como objetivo identificar e analisar as barreiras encontradas por treinadoras brasileiras em sua carreira. As participantes da pesquisa foram treze técnicas esportivas de oito modalidades. O método empregado foi a análise de conteúdo proposta por Bardin. A produção de dados foi realizada através de entrevistas semiestruturadas. As principais barreiras identificadas foram a apropriação majoritária do espaço pelos homens, o preconceito, o conflito entre vida pessoal e a vida profissional, e a baixa remuneração. Concluiu-se que as treinadoras enfrentam muitas dificuldades, as quais limitam a presença de mulheres no comando esportivo brasileiro.

Palavras-chave: Mulheres; Esportes; Gênero; Treinamento.

Abstract

In Brazilian sports there are only a small number of women working as coaches. In this context, this study aimed to identify and analyze the barriers that Brazilian female coaches encounter when pursuing a co-aching career. Participants were 13 female coaches from 8 different sports. Data were collected through semi structured interview. The main challenges faced by Brazilian female coaches were male dominance, prejudice, conflict between personal and professional life, and low salaries. In conclusion, this study de-monstrated that female coaches face many barriers, which limit the presence of women in coaching in Brazilian sports.

Keywords: Women; Sports; Gender; Training.

Referência

FERREIRA, Heidi Jancer; ANJOS, Luiza Aguiar dos; DRIGO, Alexandre Janotta; MOURãO, Ludmila Nunes; SALLES, José Geraldo do Carmo. As barreiras enfrentadas por treinadoras brasileiras. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v. 31, n. 2, p. 479-488, 2017.