As gerações de grupos organizados de torcedores no Brasil: O caminho até as alianças

Autores

Eduardo Araripe Pacheco de Souza

Periódico / Revista

CSOnline – Revista Eletrônica de Ciências Sociais

Cidade

Juiz de Fora

Número

n. 31

Páginas

p. 192-218

Ano

2020

Tema

Dossiê O lugar das Ciências Sociais nas pesquisas sobre futebol

ISSN

1981-2140

Resumo (pt)

Estudos sobre torcedores de futebol no Brasil, principalmente os que se organizam em grupos (geralmente denominados “torcedores organizados” ou “torcedores uniformizados”), começaram a despertar interesse de pesquisadores sociais a partir da década de 1990, relacionados a temas como a violência nos esportes, comportamento juvenil, grupos urbanos, sociabilidades, entre outros de interesse das ciências sociais. Verdade é que os torcedores redimensionaram a relação torcida/futebol profissional e, especialmente, a relação espectador/espetáculo de futebol, através da mobilização coletiva nos estádios e aparição permanente na mídia. O presente estudo foi desenvolvido através de uma etnografia que pretende a compreensão sobre a organização, comportamento, perfil social e características associativas desses grupos; um processo muito maior, complexo e dinâmico que mudou a forma de pensar o assunto e alicerçou a interpretação sobre a formação das alianças entre torcidas de estados diferentes. A construção do vínculo social (Aliança) entre grupos de cidades diferentes, portanto, é interpretada como uma escolha determinante entre o protagonismo ou a invisibilidade, no contexto do futebol de espetáculo.

Palavras chave: futebol, grupos organizados, aliança, protagonismo, invisibilidade.

Abstract

Studies on soccer fans in Brazil, especially those that organize themselves in groups (usually called “organized fans” or “uniformed fans”), started to arouse the interest of social researchers in the 1990s, related to themes such as violence in sports, youth behavior, urban groups, sociability, among others of interest to the social sciences. It is true that the fans redimensioned the relationship between fans and professional football and, especially, the relationship between spectators and football spectators, through collective mobilization in stadiums and permanent appearance in the media. The present study was developed through an ethnography that aims to understand the organization, behavior, social profile and associative characteristics of these groups; a much larger, complex and dynamic process that changed the way of thinking about the subject and underpinned the interpretation of the formation of alliances between fans from different states. The construction of the social bond (Alliance) between groups of different cities, therefore, is interpreted as a determining choice between protagonism or invisibility, in the context of spectacle football.

Keywords: football, organized groups, alliance, protagonism, invisibility.

Referência

SOUZA, Eduardo Araripe Pacheco de. As gerações de grupos organizados de torcedores no Brasil: O caminho até as alianças. CSOnline – Revista Eletrônica de Ciências Sociais. Juiz de Fora, n. 31, p. 192-218, 2020.