Bola na rede e o povo nas ruas!

Autores

Felipe Morelli Machado

Subtítulo

Estado Novo, imprensa esportiva e torcedores na Copa do Mundo de 1938

Orientador

Estefânia Knotz Canguçu Fraga

Faculdade / Instituição

Departamento de História, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em História Social

Ano

2011

Páginas

258

Cidade

São Paulo

Resumo (pt)

Esta Dissertação tem por finalidade a análise da participação brasileira na Copa do Mundo de futebol, disputada em junho de 1938, na França, um empreendimento que assumiu diferentes sentidos para o Estado Novo, a imprensa esportiva e os torcedores. Trata-se de um momento emblemático para a percepção do futebol como lugar social e simbólico de conservação e, ao mesmo tempo, de questionamento da ordem vigente, diante de um contexto ditatorial. A partir do trato com os jornais esportivos de grande vulto, nas capitais paulista e carioca da época, observou-se a repercussão daquele episódio esportivo de norte a sul do país, contagiando a vida nacional. O futebol emerge, nesse acontecimento, não só como elemento capaz de congregar – na mesma torcida – indivíduos dos mais diferentes perfis sócio-culturais, mas também como espaço de conflitos, desavenças e rivalidades, que se encontram na base da edificação do sentimento nacional.

Palavras-chave: Futebol, Copa do Mundo, Imprensa Esportiva, Nação e Torcedores.

Abstract

This thesis aims at analyzing the Brazilian participation in the Football World Cup disputed in June 1938, in France, an achievement that took on different meanings for the New State, the sports press and the supporters. It is about an emblematic moment for perceiving football as a social and symbolic place of conservation and, at the same time, of posing questions about the order in force, within a dictatorial context. From the dealing with the huge sports newspaper, in the capital cities of São Paulo and Rio de Janeiro (Brazil), it was observed the repercussion of that sports episode, from north to south, spilling over into the national life. In this happening, football arises not only as an element capable of congregating, among the same supporters, individuals from the most varied social cultural profiles, but also as a quarreling space, with disagreements and rivalries, which are found in the construction base of the national feeling.

Key-words: Football, World Cup, Sports Press, Nation, and Supporters.

Sumário

INTRODUÇÃO, 12

1. “DISCIPLINA ACIMA DE TUDO!”, 33
1.1 Todos juntos na mesma emoção? Pacificação e rivalidades, 41
1.2 “Auxiliar o scratch é dever de todos os brasileiros!”: a Campanha do Selo, 57
1.3 “Ide para o Futuro com os olhos voltados para o Passado!”: a invenção de uma tradição futebolística brasileira, 77

2. E VAI ROLAR A BOLA NOS GRAMADOS FRANCESES, 99
2.1 Servindo a Pátria sem criar embaraços: preparação e polêmicas, 102
2.2 “Anulado o jogo! Viva o Brasil!”: o início do torneio e os delírios de um boato, 124
2.2.1 Vibrou a alma popular! É a vez do Rádio, 141

3. A APOTEOSE DAS RUAS: UM VIVA AOS “VERDADEIROS” CAMPEÕES, 173
3.1 “O Desfile Monstro!”: o futebol enquanto rito público, 184
3.2 É a vez do preto? O “Diamante Negro” e as desavenças em torno de um protagonismo conquistado e construído, 206

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 244

Referência

MACHADO, Felipe Morelli. Bola na rede e o povo nas ruas!: Estado Novo, imprensa esportiva e torcedores na Copa do Mundo de 1938. 2011. 258 f. Dissertação (Mestrado em História Social) - Departamento de História, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.