Caracterização das sequências ofensivas no futebol juvenil

Autores

Carlos Humberto Gervásio Correia de Almeida

Subtítulo

efeitos da experiência e de variantes reduzidas do jogo

Orientador

António Paulo Pereira Ferreira

Banca

Victor Manuel de Oliveira Maçãs, Anna Georgievna Volossovitch

Faculdade / Instituição

Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Motricidade Humana

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Treino do Jovem Atleta

Ano

2010

Páginas

77

Cidade

Lisboa

Resumo (pt)

O objectivo deste estudo foi caracterizar as sequências ofensivas de grupos de jovens, distintos no nível de experiência no futebol, em duas variantes reduzidas do jogo (Futebol 4 e Futebol 7). Na investigação participaram 30 jovens (11.98 – 13.83 anos), distribuídos por dois grupos, de acordo com a experiência apresentada na prática formal da modalidade. O protocolo experimental foi constituído por três sessões intercaladas por uma semana de interregno. Em cada sessão, os grupos cumpriram 10 minutos de prática por variante de jogo, com 5 minutos de intervalo entre elas. A caracterização das sequências ofensivas foi efectuada através do Sistema de Caracterização das Sequências Ofensivas, composto por indicadores de performance previamente utilizados noutros estudos. Na totalidade dos jogos disputados e em cada variante de jogo, os resultados mostraram a existência de diferenças significativas entre os grupos no desenvolvimento das sequências ofensivas, o que demonstra que a “experiência formal” é um factor relevante na formação de competências específicas em jovens praticantes. Dentro dos grupos também se obtiveram diferenças significativas entre as variantes de jogo no desenvolvimento e na finalização das sequências ofensivas. As evidências validam a proficiência da operacionalização da Abordagem Baseada nos Constrangimentos na aquisição/desenvolvimento de acções específicas dos Jogos Desportivos.

Palavras-chave: análise do jogo, sequências ofensivas, futebol juvenil, experiência, jogos reduzidos, abordagem baseada nos constrangimentos.

Abstract

The present study aimed to characterize the offensive sequences produced by different experience level groups of young soccer players in small-sided games (four-a-side and seven-a-side games). Thirty boys (11.98 – 13.83 years) were distributed per two groups according to their deliberate practice experience in soccer. The experimental protocol consisted in three independent sessions separated by one week intervals. Per session, each group performed 10 minutes in the two types of small-sided games with a 5- minute pause between them. To characterize the offensive sequences recorded it was used the Offensive Sequences Characterization System which includes performance indicators previously applied in other investigations. In all matches and in each type of small-sided games performed, results pointed out significant differences between nonexperienced and experienced groups in the development of offensive sequences. It was concluded that deliberate practice experience is a relevant factor to improve sport-specific skills in young soccer players. Furthermore, significant differences were also observed in the development and finalization of offensive sequences within each group, when comparing types of small-sided games. Evidences confirm the proficiency of operating the constraints-led approach towards skill acquisition and performance enhancing in team sports.

Key-words: match analysis, offensive sequences, youth soccer, experience, small-sided games, constraints-led approach.

Sumário

CAPÍTULO I – INTRODUÇÃO, 1
1.1 Apresentação do Problema, 2
1.2 Objectivos do Estudo, 3
1.3 Pertinência e Limitações do Estudo, 4
1.4 Estrutura da Dissertação, 6

CAPÍTULO II – REVISÃO DA LITERATURA, 7
2.1 Introdução, 8
2.2 Observação e Análise dos Jogos Desportivos, com Particular Referência ao Futebol, 8
2.2.1 Factores e Indicadores de Performance, 9
2.2.2 Posse de Bola: Um Factor Decisivo para a Obtenção do Sucesso, 11
2.3 Importância do Nível de Prática e da Experiência no Futebol Juvenil, 14
2.4 Influência dos Jogos Reduzidos na Actividade Táctico-Técnica dos
Praticantes de Futebol, 17
2.5 Operacionalização da Abordagem Baseada nos Constrangimentos no
Treino Desportivo, 21
2.6 Síntese, 23

CAPÍTULO III – METODOLOGIA, 25
3.1 Introdução, 26
3.2 Hipóteses, 26
3.3 Participantes, 27
3.4 Variáveis, 28
3.4.1 Variáveis Independentes, 29
3.4.2 Variáveis Dependentes, 29
3.4.3 Variáveis de Controlo, 32
3.5 Equipamentos e Colaboradores, 34
3.6 Organização das Sessões Experimentais, 35
3.7 Observação e Análise dos Dados, 36
3.7.1 Procedimentos de Observação, 36
3.7.2 Fidelidade da Observação, 37
3.7.3 Análise Estatística, 38

CAPÍTULO IV – RESULTADOS, 39
4.1 Introdução, 40
4.2 Apresentação dos Resultados, 40
4.2.1 Factor Experiência na Caracterização das Sequências Ofensivas, 40
4.2.2 Influência da Variante de Jogo nos Indicadores de Performance Ofensivos, 44

CAPÍTULO V – DISCUSSÃO, 47
5.1 Introdução, 48
5.2 O Efeito da Experiência Formal no Desempenho Colectivo de Jovens Praticantes de Futebol, 48
5.3 A Manipulação de Constrangimentos do Jogo e a Análise de Indicadores de Performance Ofensivos no Futebol Juvenil, 53

CAPÍTULO VI – CONCLUSÃO, 57
6.1 Conclusões, 58
6.2 Recomendações para a Investigação no Âmbito da Análise de Jogo no Futebol, 60
6.3 Sugestões para o Treino de Jovens Praticantes de Futebol, 61

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 63
ANEXOS, 69

Referência

ALMEIDA, Carlos Humberto Gervásio Correia de. Caracterização das sequências ofensivas no futebol juvenil: efeitos da experiência e de variantes reduzidas do jogo. 2010. 77 f. Dissertação (Mestrado em Treino do Jovem Atleta) - Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Motricidade Humana, Lisboa, 2010.