Cenários e Personagens de uma Arte Popular: futebol brasileiro, hegemonia, narradores e sociedade civil

Autores

Raul Milliet Filho

Orientador

Marcos Silva

Faculdade / Instituição

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas / Universidade de São Paulo

Tipo

Tese

Área de concentração

História Social

Ano

2009

Cidade

São Paulo

Resumo (pt)

No decorrer de vários anos de leituras e intervenções práticas, foram recolhidos ideias e eixos temáticos, alinhavados e sistematizados na troca de passes entre a arte do futebol brasileiro e seus principais narradores, a partir dos conceitos de hegemonia, sociedade civil e intelectual orgânico em Gramsci. Paralelamente, captou-se o narrador em Walter Benjamin e a sua visão sobre a modernidade. A tese abordará basicamente esses pontos. Tudo em Cenários e Personagens de décadas distintas, em espaços geográficos não necessariamente iguais ou limítrofes, mas capazes de dialogar através dos temas escolhidos. Cenários e personagens que percorrem uma trajetória iniciada na Inglaterra na segunda metade do século XIX, até sua consolidação no Brasil na década de 1960. Dos personagens, percorremos as trilhas de Gentil Cardoso, Dori Kürschner, Neném Prancha, Nelson Rodrigues e João Saldanha, tendo como inspiração os seus grandes solistas: de Marcos Carneiro de Mendonça a Gerson, passando por Friedenreich, Fausto, Leônidas, Didi, Garrincha e Pelé.

Abstract

During several years of readings and practical interventions, ideas and axial themes were collected, sketched, and systematized in the exchange of passes between the art of Brazilian soccer and major narrators, from Gramsci’s concepts of hegemony, civil society, and organic intellectuals. Similarly, the narrator is captured in Walter Benjamin and his vision of modernity. The thesis will mainly deal with these points. The content addresses Characters and Settings of distinctive decades, and geographic spaces not necessarily equal or bordering, but able to dialogue through the chosen themes. Characters and settings that cover a trajectory started in England in the second half of the nineteenth century until its consolidation in Brazil in the 1960s. Among the historical personalities, we followed the paths of Gentil Cardoso, Dori Kürschner, Neném Prancha, Nelson Rodrigues and João Saldanha; taking as inspiration the great soloists: from Marcos Carneiro de Mendonça to Gerson, in addition to Friedenreich, Fausto, Leônidas, Didi, Garrincha and Pelé.

Sumário

LINHA DE PASSE – AQUECIMENTO, 12

 

APRESENTAÇÃO, 20

 

INTRODUÇÃO, 33

 

CAPÍTULO I

PRIMEIRO CENÁRIO: O NASCIMENTO DOS ESPORTES MODERNOS, 57

1.1.ESPORTES E ESPAÇO URBANO, 61

1.2.A ESCOLA NA MODERNIDADE, 63

1.3.TEMPO E TRABALHO, 67

1.4.SOCIEDADE CIVIL EM GRAMSCI E FOUCAULT, 73

1.5.TEMPO NATURAL E TEMPO FABRIL: DOS JOGOS AOS ESPORTES, 74

1.6.A FORÇA DO MITO, 77

1.7.JOGOS E BRINCADEIRAS: OS ESPORTES MODERNOS EM PRELÚDIO, 81

1.8.ORIGENS DO FUTEBOL: DAS PELADAS A CAMBRIDGE, 95

1.9.NÃO FORAM SÓ OS ESPORTES, 98

1.10.ESTADO-NAÇÃO, FUTEBOL E TRADIÇÃO, 101

1.11.CIRCULARIDADE CULTURAL NAS ORIGENS DO FUTEBOL, 110

1.12. O NACIONAL-POPULAR E OS INTELECTUAIS EM GRAMSCI, 112

1.13. O SEGREDO DA SIMPLICIDADE: UMA CRONOLOGIA DAS LEIS

DO FUTEBOL ATÉ 1937, 116

 

 

CAPÍTULO II

 

SEGUNDO CENÁRIO: O DESEMBARQUE DO FUTEBOL NO RIO DE JANEIRO, 135

2.1.A ÉPOCA DE CHARLES MILLER E OSCAR COX, 135

2.2.O REMO E O MAR, 143

2.3.A CENA CARIOCA E O FUTEBOL, 152

2.4.TRABALHO, TEMPO E ESPORTE: A CIDADE REDESENHADA, 157

2.5. O FUTEBOL NA VISÃO DE MARCOS CARNEIRO DE MENDONÇA:

ENTRE O DÂNDI E O SPORTMAN, 162

 

 

CAPÍTULO III

 

TERCEIRO CENÁRIO: CLUBES E CAMPOS DE PELADA:

FUTEBOL BRASILEIRO E SOCIEDADE CIVIL , 184

3.1.CLUBES E CAMPOS DE PELADA, 184

3.2.“ORIENTE” E “OCIDENTE” – GUERRA DE MOVIMENTO, GUERRA DE POSIÇÃO: CULTURA POPULAR NA PRIMEIRA REPÚBLICA, 196

3.3.OS JOGADORES: DÂNDI/SPORTMAN, 212

3.4.A SÍNCOPA E A CINTURA, 225

3.5. A SEMANA DE ARTE MODERNA DE 1922, A MÚSICA POPULAR

BRASILEIRA E O FUTEBOL, 230

 

 

CAPÍTULO IV

 

QUARTO CENÁRIO:O APOLÍNEO DORI KÜRSCHNER E O JOGADOR BRASILEIRO, 239

4.1.A TERCEIRA SEMANA DE ARTE MODERNA, 239

4.2.1925: O WM E O PROFISSIONALISMO, 245

4.3.O PROFISSIONALISMO E O PAPEL DE MARIO FILHO, 258

4.4. O FUTEBOL E SEUS DEMIURGOS, 266

4.5. ….DORI KÜRSCHNER FAZENDO HISTÓRIA: A INCORPORAÇÃO DO WM, 273

ANEXOS DO CAPÍTULO IV, 296

 

 

CAPÍTULO V

 

QUINTO CENÁRIO OU QUEM NÃO FAZ, LEVA. AS MÁXIMAS E EXPRESSÕES

DO FUTEBOL BRASILEIRO, 303

5.1.ATACAR POR PRAZER, DEFENDER POR OBRIGAÇÃO (DIDI), 303

5.2. OS PÉS E A ZEBRA SÃO O GRANDE SEGREDO DO FUTEBOL, 305

5.3.NENÉM PRANCHA, 312

5.4.O ESTILO DE NELSON RODRIGUES, 316

5.5.JOÃO SALDANHA, 321

5.6.GENTIL CARDOSO, 325

5.7.ASSIM É O MUNDO DO FUTEBOL, 326

5.8.A TURMA DA FIRULA: ENTRE O CAMPO E O PICADEIRO, 329

5.9. BATE-PRONTO, 330

 

 

CAPÍTULO VI

 

SEXTO CENÁRIO: JOÃO SALDANHA. UM NARRADOR BENJAMINIANO

E INTELECTUAL ORGÂNICO DO FUTEBOL BRASILEIRO, 336

6.1. MARIO E JOÃO, 336

6.2. PRIMEIRO TOQUE: A CENA E A ÉPOCA, 340

6.3. DE ALEGRETE AO RIO DE JANEIRO, 341

6.4. CARACTERÍSTICAS DE UM TEMPO, 352

6.5. O FEIJÃO COM ARROZ DE JOÃO, 361

6.6. MALANDRAGEM DEMAIS ESTRAGA: ENTRE APOLO E DIONÍSIO, 363

6.7. A SELEÇÃO BRASILEIRA, 372

 

CONCLUSÃO, 387

 

PESQUISA, 392

 

BIBLIOGRAFIA, 397

Referência

FILHO, Raul Milliet. Cenários e Personagens de uma Arte Popular: futebol brasileiro, hegemonia, narradores e sociedade civil. 2009. f. Tese (História Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas / Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.