Comportamento da ansiedade em treinadores de futebol profissional

Autores

Roberto Peres Patú

Orientador

Jonatas de Franca Barros

Banca

Paulo Henrique Azevêdo, Alexandre Luiz Gonçalves de Rezende, Demóstenes Moreira

Faculdade / Instituição

Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Educação Fisica

Ano

2007

Páginas

55

Cidade

Brasília

Resumo (pt)

O treinador de futebol exerce uma das mais importantes funções dentro de uma equipe, pois tem a responsabilidade de organizar o esquema tático de jogo, orientar as ações dos jogadores na partida, além de mantê-los com o nível de ativação e o equilíbrio mental sob controle. Como durante o jogo de futebol, o acesso aos jogadores é restrito, o treinador nem sempre é capaz de interferir na dinâmica da partida para corrigir erros ou reorganizar a equipe, o que, acrescido do grande nível de cobrança feito pela torcida, pela imprensa e pelos dirigentes, faz com que o treinador fique sob uma pressão constante (BRANDÃO, 2002). O presente estudo tem por objetivo avaliar o estresse causado pela competição em treinadores profissionais de futebol, utilizando como indicador a ansiedade. A amostra é composta de dezesseis treinadores profissionais de futebol, todos do sexo masculino, com média de idade de 47 ± 6 anos, responsáveis pela direção de equipes que disputaram o Campeonato Brasiliense de Futebol Profissional – 2. ª Divisão – 2006 e o Campeonato Brasiliense de Futebol Profissional – 1. ª Divisão – 2007. Foram feitas entrevistas antes do início das competições e nos dias de jogo, sendo estes trinta minutos depois do jogo no treinador previamente sorteado. Para as entrevistas foi utilizado o Inventário de Ansiedade de Beck (BAI). Os resultados indicam alterações significativas na análise nos dados relativos à ansiedade antes da competição em relação aos dados obtidos durante a competição (p<0.0001).

Palavras-Chave: Estresse competitivo, treinadores, futebol.

Abstract

The football coach plays a key role in a football team. He is responsible to organise the tactical plan and to guide the player’s action in the game. Furthermore, he has to control the attitude level and mental balance of each player. Nevertheless during the actual game the access to the players is constrained. Therefore the football coach is not always able to intervene into the game dynamics, in order to correct failures or even reorganise the team. Besides that, there is a high level of demands from team cheerers, media and team owners. All these factors put the football coach under constant pressure (BRANDÃO, 2002) The present study aims at evaluate the professional football coach’s stress caused by competitions. For that it will be used the anxiety as the main evaluation index. The sample is composed of sixteen professional football coaches. All of them of the masculine gender and within average age 47± 6 years old. They all were the coaches of the teams that take part of the “Campeonato Brasiliense de Futebol Profissional – 2ª divisão – 2006” and of the “Campeonato Brasiliense de Futebol Profissional – 1ª divisão – 2007”. They were interviewed before the beginning of the competition. They also were selected at random to be interviewed thirty minutes after each match. The Beck Anxiety Inventory (BAI) was used in the interviews. The results show that there are relevant modifications in the data analysis of anxiety before and during the competitions (p<0.0001).

Keywords: Competitive stress, coaches, football.

Sumário

1. INTRODUÇÃO, 1
1.1. Fundamentação do Problema, 5
1.1.1. Problema de Estudo, 6
1.1.2. Hipótese, 6
1.2. Objetivos, 6
1.2.1. Objetivo Geral, 6
1.2.2. Objetivos Específicos, 7
1.3. Relevância do Estudo, 7

2. REVISÃO DA LITERATURA, 8
2.1. O Treinador no Universo Futebolístico, 8
2.1.1. A Organização do Trabalho de Treinadores de Futebol, 8
2.2. A Ansiedade no Treinador Profissional de Futebol e suas Implicações nos
Resultados de Equipe,13
2.2.1. Definição de Estresse e Ansiedade, 14
2.2.2. Ansiedade Pré-Competitiva, 25
2.2.3. Aspectos Neurofisiológicos, 27
2.2.4. A Ansiedade (ativação) como Válvula Motivadora dos Jogos e Campeonatos, 32

3. MATERIAL E MÉTODO, 35
3.1. Caracterização da Pesquisa, 35
3.2. Amostra de Estudo, 35
3.3. Procedimentos, 36
3.3.1. Coleta de Dados,36
3.2.2. Análise dos Dados, 37
3.4. Descrição do Inventário de Ansiedade de Beck (Modelo em Anexo), 37

4. ANÁLISE DOS RESULTADOS E DISCUSSÃO, 39
4.1. Comparação entre Antes e Durante Competição, 39
4.2. Comparação entre Antes e Durante Competição por Divisão, 40
4.3. Comparação entre Antes e Durante Competição por Tempo de Experiência, 42
4.4. Comparação entre Antes e Durante a Competição por Escolaridade, 43

5. CONCLUSÃO, 45

6. SUGESTÕES, 46

7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 47

Referência

PATú, Roberto Peres. Comportamento da ansiedade em treinadores de futebol profissional. 2007. 55 f. Dissertação (Mestrado em Educação Fisica) - Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.