Copas do Mundo

Autores

Ronaldo Helal, Alvaro Vicente Graça Truppel Pereira do Cabo

Subtítulo

comunicação e identidade cultural no país do futebol

Editora

EdUERJ

Cidade

Rio de Janeiro

Páginas

314

Ano

2014

ISBN

9788575113196

Sumário

Copas do Mundo: o que elas nos ensinam sobre o Brasil, 7
Ronaldo Helal e Alvaro do Cabo

Copas do Mundo e identidade nacional, 13
Alvaro do Cabo e Ronaldo Helal

1938: o nascimento mítico do futebol-arte brasileiro, 37
Camila Augusta Pereira e Hugo Lovisolo

Vitória épica e tragédia nacional em 1950: um contraponto entre o Diário Carioca e veículos da imprensa uruguaia, 57
Alvaro do Cabo e Ronaldo Helal

Do complexo de vira-latas à “nossa” Taça do Mundo, 85
José Carlos Marques

Copa de 1962 – a consolidação da pátria de chuteiras, 109
Márcio Guerra e Filipe Mostaro

1970 – pra frente, Brasil: preparo da caserna, coração de chumbo e mente brilhante, 139
Antonio Jorge Gonçalves Soares e Marco Antonio Santoro Salvador

1982: lágrimas de uma geração de ouro, 165
Leda Costa

Copa de 1994: os múltiplos discursos autorizados sobre a seleção campeã menos amada da história, 195
Fausto Amaro

1998: o colapso da arrogância nacional, 225
Édison Gastaldo

2002: da Família Scolari ao topo do mundo – a contradição entre o local e o global no futebol contemporâneo, 251
Francisco Ângelo Brinati e João Paulo Vieira Teixeira

Salve a seleção! Mídia, identidade nacional e Copas das Confederações 2013, 275
Ronaldo Helal, Alvaro do Cabo e Carmelo Silva

Sobre os autores, 305

Sinopse

Este livro reúne uma seleção de 15 pesquisadores do meio acadêmico para estudar nove Copas do Mundo e uma Copa das Confederações. A escolha das Copas- entre as 19 já disputadas- não foi fortuita. Ela obedeceu aos seguintes critérios: a)classificação da seleção no torneio; e b) dimensão simbólica de seus resultados na imprensa e na sociedade brasileiras. Das Copas analisadas, cinco foram as que o Brasil terminou campeão, duas foram as que a seleção terminou em segundo lugar, e as outras duas foram escolhidas porque suspeitamos que uma tenha inaugurado a “construção” da fundação simbólica desse esporte no país e a outra, colocado em xeque essa fundação.

Todas as Copas reunidas nos ajudam a entender melhor o país e a formação do “nacional”. Os autores formam um time de pesquisadores que há muito tempo vem estudando o futebol como um meio para se entender a cultura brasileira.

Assim, esta obra convida o leitor a ter um olhar mais atento para as Copas do Mundo. Não se trata apenas de uma competição futebolística. As Copas funcinam como metalinguagem. Ao falarmos da seleção, suas conquistas e derrotas, estamos falando também do Brasil e de seus dilemas.

Referência

HELAL, Ronaldo; CABO, Alvaro Vicente Graça Truppel Pereira do. (Orgs.).Copas do Mundo: comunicação e identidade cultural no país do futebol. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2014.