A crônica esportiva como missão: José Lins do Rego, a construção do Maracanã e o significado da Copa do Mundo de 1950

Autores

Bernardo Borges Buarque de Hollanda, Leandro Martan Bezerra Santos

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 2

Número

n. 3

Páginas

p. 9-38

Ano

2017

Tema

Dossiê Crônica esportiva no Brasil: história e narrativa

ISSN

2526-4494

Resumo (pt)

O artigo revisita o significado da Copa do Mundo de 1950 para o Brasil, à luz de uma série de crônicas esportivas do escritor José Lins do Rego, publicadas no Jornal dos Sports, entre 1946 e 1950. O argumento procura demonstrar os pressupostos e as motivações que levaram o romancista paraibano a se engajar, por meio de sua coluna diária “Esporte e Vida”, na campanha em prol do Mundial de 1950. Tal engajamento esteve longe de ser uma postura isolada e compartilhou a posição geral do periódico, comandado pelo empresário e jornalista Mario Filho. Em um momento em que as personalidades da política de esportes no Brasil transitavam pelas posições opinativas daquele jornal, de considerável projeção na cidade do Rio de Janeiro, Lins do Rego exercia as funções tanto de cronista quanto de dirigente da Confederação Brasileira de Desportos (CBD). Este dado biográfico permite elucidar parte do teor de suas crônicas e explica seu entusiasmo com, pelo menos, três aspectos do torneio: a construção de um estádio público na capital da República; o brio e o orgulho nacional com a capacidade de realização do Mundial de 1950; e o apoio incondicional à performance dos jogadores da Seleção Brasileira, mesmo após a inesperada derrota para os uruguaios.

PALAVRAS-CHAVE: Copa de 1950; Crônica esportiva; José Lins do Rego; Maracanã.

Abstract

The article revisits the meaning of the 1950 FIFA World Cup for Brazil, in light of a series of sports chronicles by the writer José Lins do Rego, published in the Jornal dos Sports, between 1946 and 1950. The argument aims to show the assumptions and motivations that led the novelist from Paraíba to engage, through his daily column “Esporte e Vida” (Sport and Life), in the campaign for the 1950 FIFA World Cup. Such engagement was far from an isolated stance and it shared the general position of the newspaper, led by the businessman and journalist Mario Filho. At a time when personalities from sports politics in Brazil were going through the opinionated positions from that newspaper, of considerable projection in the city of Rio de Janeiro, Lins do Rego exercised the functions of both chronicler and leader of the Brazilian Sports Confederation (CBD). This biographical datum elucidates part of his chronicles and explains his enthusiasm with at least three aspects of the tournament: the construction of a public stadium in the capital of the Republic; the panache and national pride with the ability to execute the 1950 World Cup; and the unconditional support to the performance of the players of the Brazil national football team, even after the unexpected defeat to the Uruguayans.

KEYWORDS: 1950 FIFA World Cup; Sports chronicle; José Lins do Rego; Maracanã.

Referência

HOLLANDA, Bernardo Borges Buarque de; SANTOS, Leandro Martan Bezerra. A crônica esportiva como missão: José Lins do Rego, a construção do Maracanã e o significado da Copa do Mundo de 1950. FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 2, n. 3, p. 9-38, 2017.