Crônicas e cronistas: (inter)subjetividades e emotividade no Jornal dos Sports (1950-1958)

Autores

André Alexandre Guimarães Couto

Periódico / Revista

Recorde: Revista de História do Esporte

Cidade

Rio de Janeiro

Volume

v. 12

Número

n. 1

Páginas

p. 1-22

Ano

2019

ISSN

1982-8985

Resumo (pt)

O presente trabalho trata das crônicas produzidas no Jornal dos Sports (JS) na década de 1950, procurando analisar as suas principais ideias, representações e idiossincrasias produzidas pelos seus respectivos autores. Cabe ressaltar que apesar de uma editoria centralizada, os cronistas do JS tinham uma autonomia considerável em seu processo de criação e redação, principalmente no que diz respeito às suas respectivas narrativas discursivas. Apesar da direção do periódico propor temas pilares como a inserção do clubismo e do denuncismo em suas pautas, cada um dos cronistas adotara um estilo narrativo particular em suas práticas. A partir desta análise, podemos identificar e propor uma classificação entre os principais cronistas analisados, de acordo com suas origens sociais e estilos discursivos.

Palavras chave: Crônicas esportivas; Jornal dos Sports; (Inter)Subjetividades.

Abstract

The present work deals with the chronicles produced in the Jornal dos Sports (JS) in the 1950s, trying to analyze their main ideas, representations and idiosyncrasies produced by their respective authors. It should be noted that despite a centralized editor, JS chroniclers had considerable autonomy in their writing and writing process, especially with regard to their respective discursive narratives. Although the journal’s direction proposes pillars such as the insertion of clubism and denunciation into its guidelines, each of the chroniclers adopts a particular narrative style in their practices. From this analysis, we can identify and propose a classification among the main chroniclers analyzed, according to their social origins and style of writing.

Keywords: Sports Chronicles; Jornal dos Sports; (Inter)Subjectivities

Resumo (outro idioma)

El presente trabajo trata de las crónicas producidas en el Jornal dos Sports (JS) en la década de 1950, buscando analizar sus principales ideas, representaciones e idiosincrasias producidas por sus respectivos autores. Cabe resaltar que a pesar de una editorial centralizada, los cronistas del JS tenían una autonomía considerable en su proceso de creación y redacción, principalmente en lo que se refiere a sus respectivas narrativas discursivas. A pesar de la dirección del periódico proponer temas pilares como la inserción del clubismo y del denuncismo en sus pautas, cada uno de los cronistas adopta un estilo narrativo particular en sus prácticas. A partir de este análisis, podemos identificar y proponer una clasificación entre los principales cronistas analizados, de acuerdo con sus orígenes sociales y estilo de redacción.

Palabras clave: Crónicas deportivas; Jornal dos Sports; (Inter)Subjetividades.

Referência

COUTO, André Alexandre Guimarães. Crônicas e cronistas: (inter)subjetividades e emotividade no Jornal dos Sports (1950-1958). Recorde: Revista de História do Esporte. Rio de Janeiro, v. 12, n. 1, p. 1-22, 2019.