Da formação ao profissional: a entrada no contexto de ação futebolístico

Autores

Everton de Albuquerque Cavalcanti, André Mendes Capraro

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 4

Número

n. 2

Páginas

p. 9-24

Ano

2019

Tema

Dossiê Políticas, diversidades e intolerâncias

ISSN

2526-4494

Resumo (pt)

A subjetividade e a estrutura determinam a dinâmica dos sujeitos no espaço em que competem mutuamente. Este é o caso de quem pretende se tornar atleta de futebol profissional e passa por um percurso competitivo em uma prática marcada pelo excesso de pés-de-obra. Trata-se de uma cultura que perpassa gerações e atribui a carreira esportiva representativa como objetivo de vida, necessitando de uma leitura das diferenças entre jogar futebol por prazer e encará-lo como profissão. Objetivamos, então, retratar memórias de atletas e ex-atletas de futebol profissional com relação a inserção nessa carreira. Compreendemos que essa inserção se consolidou de duas maneiras: 1) em alguns casos, as memórias não foram representativas, visto que a subjetividade notabilizava a facilidade que encontraram para entrar nesse espaço. 2) outras histórias denotam a representatividade que os sujeitos atribuem as suas memórias, visto que as narrativas detalhistas expõem as dificuldades para ingressar no meio do futebol.

PALAVRAS-CHAVE: Futebol; Oralidade; Memória.

Abstract

Subjectivity and structure determine the dynamics of subjects in the space in which they compete with each other. This is the case of those who intend to become professional football athletes and go through a competitive course in a practice marked by excessive workloads. It is a culture that crosses generations and attributes a representative sports career as a life goal, necessitating a reading of the differences between playing football for pleasure and facing it as a profession. We aim to portray memories of athletes and former professional football athletes in relation to the insertion in this career. We understand that this insertion was consolidated in two ways: 1) in some cases, the memories were not representative, since subjectivity noted the ease that they found to enter this space. 2) other stories denote the representativeness that the subjects attribute to their memories, since the detailed narratives expose the difficulties to enter the middle of the football.

KEYWORDS: Football; Orality; Memory

Referência

CAVALCANTI, Everton de Albuquerque; CAPRARO, André Mendes. Da formação ao profissional: a entrada no contexto de ação futebolístico. FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 4, n. 2, p. 9-24, 2019.