De criollos e capoeiras: notas sobre futebol e identidade nacional na Argentina e no Brasil

Autores

Simoni Lahud Guedes

Tipo de evento

Congresso

Nome do evento

Ciências Sociais

Nome do congresso

ANPOCS

Edição do Congresso

XXVI

Cidade

Caxambú

Ano

2002

Entidade Organizadora

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais

Resumo (pt)

O processo singular através do qual os esportes e, em particular, o futebol, difundiram-se pelo mundo, constituindo-se em uma espécie de idioma universal moderno, e, simultaneamente, transformando-se em repositórios da construção das especificidades (continentais, nacionais, regionais, locais), tem sido, nas duas últimas décadas, objeto da reflexão de muitos antropólogos, sociólogos e historiadores. No Brasil e na Argentina, alguns autores têm se debruçado sobre a forma pela qual, através do futebol, a nação tem sido representada em sua especificidade, gerando uma produção que já permite a comparação de certos resultados. O propósito desta comunicação é realizar aproximações comparativas preliminares acerca da construção da identidade nacional através do futebol, no Brasil e na Argentina, a partir do trabalho de alguns cientistas sociais, explorando certas interfaces, como, por exemplo, o valor atribuído aos indivíduos considerados como excepcionalmente habilidosos, e certas peculiaridades, como as diferentes tradições invocadas em sua construção.

Referência

GUEDES, Simoni Lahud. De criollos e capoeiras: notas sobre futebol e identidade nacional na Argentina e no Brasil. In: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, XXVI, 2002, Caxambú. ANPOCS, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. Congresso, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2002.