De Onze Para Doze. Transformação do adepto em ator

Autores

Esser Jorge Silva

Periódico / Revista

Esporte e Sociedade

Cidade

Niterói

Volume

v. 13

Número

n. 31

Páginas

p. 1-42

Ano

2018

ISSN

1809-1296

Resumo (pt)

Neste artigo demonstra-se como o espaço do futebol, produtor de um fenómeno polarizador de grande atração social, sofreu várias transformações ao longo do sec. XX emergindo, a partir da presença e ação dos meios de comunicação, significativas sociohabilidades tendentes à contenção dos impulsos e ao aumento do autocontrolo emocional nos estádios. Exploram-se as configurações e mutações operadas desde a massa uniforme, desindividualizada e irrelevante até à condição indivisível e valorizada do espetador como o décimo segundo jogador. Concebe-se um estudo demonstrador do processo civilizacional nos estádios, evidenciando-se o papel da rádio como mediador dos sentidos e as mudanças associadas à transformação do espetáculo futebolístico em hiperespetáculo televisivo, responsável pelo ampliar do palco e introdução nas bancadas de elementos tendentes ao controlo da excitação individual através da exploração de técnicas do corpo, e do poder da disciplina, com vista à artealização do adepto.

Palavras-chave: Futebol, mídia, excitação, artealização, autocontrolo.

Abstract

In this article it is shown how the soccer space, producer of a polarizing phenomenon of great social attraction, underwent several transformations throughout the sec. XX emerging from the presence and action of the media, significant socio-skills tending to restrain impulses and increase emotional self-control in the stages. We explore the configurations and mutations operated from the uniform mass, de-individualized and irrelevant until the indivisible and valued condition of the spectator as the twelfth player. A study demonstrating the civilizational process in the stadiums, highlighting the role of the radio as a mediator of the senses and the changes associated with the transformation of the soccer spectacle into a television hyperspectrum, is responsible for the expansion of the stage and the introduction of control elements of individual excitement through the exploration of body techniques, and of the power of discipline, with a view to the artistry of the adept.

Keywords: Football, media, excitement, artealización, self-control

Referência

SILVA, Esser Jorge. De Onze Para Doze. Transformação do adepto em ator. Esporte e Sociedade. Niterói, v. 13, n. 31, p. 1-42, 2018.