(Des)mobilização para a luta: o esporte como estratégia nos conflitos da Guiné portuguesa (décadas de 50 e 60 do séc. XX)

Autores

Victor Andrade de Melo

Periódico / Revista

MÉTIS: história & cultura

Volume

v.10

Número

n.19

Páginas

p.215-235

Área de concentração

História

ISSN

2236-2762

Resumo (pt)

Esse artigo tem por objetivo discutir como, na Guiné portuguesa, de 1950 a 1960, tanto o governo provincial quanto os indivíduos que estiveram ligados aos movimentos anticoloniais, depois envolvidos com as ações do Partido Africano para a Independência da Guiné e de Cabo Verde (PAIGC), mobilizaram o esporte no âmbito de suas estratégias políticas tendo em conta o alcance de seus intuitos: manutenção ou libertação da província. Espera-se lançar um novo olhar para as tensões que ocorreram nos territórios portugueses na África, desvendando o uso de estratégias culturais no âmbito dos conflitos coloniais. 

Abstract

This article aims to discuss how, in 1950’s/1960’s Portuguese Guinea, both the provincial government and those who were linked to anti-colonial movements, future involved with the actions of the African Party for the Independence of Guinea and Cape Verde (PAIGC), mobilized the sport within their political strategies in view of the scope of its purposes: to maintain or to release the province. It is expected to launch a new look at the tensions that occurred in the Portuguese territories in Africa, revealing the use of cultural strategies in the context of colonial conflicts.
 

Observações

Link para o site da revista: ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/alesde

Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons.        

Referência

MELO, Victor Andrade de. (Des)mobilização para a luta: o esporte como estratégia nos conflitos da Guiné portuguesa (décadas de 50 e 60 do séc. XX). MÉTIS: história & cultura. v.10, n.19, p.215-235, 2011.