El mundial 2030 y sus riesgos

Autores

Federico Wainstein Diana

Periódico / Revista

The Journal of the Latin American Socio-cultural Studies of Sport

Cidade

Curitiba

Volume

v. 11

Número

n. 2

Páginas

p. 68-84

Ano

2019

ISSN

2238-0000

Resumo (pt)

A organização do campeonato mundial de futebol no 2030 em Uruguai é uma ideia que é muito corrente desde o 2005 aproximadamente, essa ideia começou a se colocar na scena mediática com maior frequência a partir da obtenção do primeiro governo do Frente Amplio e mais ainda no seu terceiro governo em 2015. Esse ensaio trabalha desde um olhar Latinoamericano, e trata de fazer uma análise e propor alguns eixos de debate ao redor da organização desse campeonato. Tenta-se realizar um aporte ao estudo das relações entre o sistema esportivo e o modo de produção capitalista no marco do neoliberalismo, assim também ensinar o espectro de possíveis impactos sofridos na democracia pela organização de um evento dessas caraterísticas.

Palavras chave: Megaeventos; esporte; neoliberalismo; modernidade; democracia.

Abstract

The organization of the world championship of football in 2030 in Uruguay it’s an idea that appears poppularlly since 2005 aproximately, this idea starts beeing putted in scene scince the obtention of the first mandate of Frente Amplio and most particularly since the obtention of his third mandate in 2015. This article pretends from a Latinamerican view, analyze and propose some axes to the debate threw the organization of this championship. It’s beeing pretend make an input to the study of the relations between sports system and the capitalism way of production en within neoliberalism, although illustrate the spectre of possible impacts suffered on the democracy by the organization of this kind of events.

Keywords: Megaevents; sport; neoliberalism; modernity; democracy.

Resumo (outro idioma)

La organización del campeonato del mundo de fútbol en 2030 en Uruguay es una idea que se maneja popularmente desde el 2005 aproximadamente, esta idea comienza a ser puesta en la escena mediática con mayor frecuencia a partir de la obtención del primer mandato del Frente Amplio y más particularmente a partir de su tercer mandato en 2015. Este ensayo pretende desde una mirada Latinoamericana, analizar y proponer algunos ejes de debate en torno a la organización de este campeonato. Se pretende realizar un aporte al estudio de las relaciones entre el sistema deportivo y el modo de producción capitalista en el marco del neoliberalismo, así como ilustrar el panorama de los posibles impactos sufridos en la democracia por la organización de un evento de estas características.

Palabras clave: Megaeventos; deporte; neoliberalismo; modernidad; democracia.

Referência

DIANA, Federico Wainstein. El mundial 2030 y sus riesgos. The Journal of the Latin American Socio-cultural Studies of Sport. Curitiba, v. 11, n. 2, p. 68-84, 2019.