Esporte

Autores

Marcelo Weishaupt Proni, Ricardo de Figueiredo Lucena

Subtítulo

história e sociedade

Editora

Autores Associados

Cidade

Campinas

Tema

Esporte

Área de concentração

História do Esporte

Páginas

256

Ano

2002

ISBN

8574960578

Sumário

Apresentação, 1

1. História do esporte: novas abordagens, 5
Ademir Gebara

2. Brohm e a organização capitalista do esporte, 31
Marcelo Weishaupt Proni

3. Guttmann e o tipo ideal do esporte moderno, 63
Luiz Alberto Pilatti

4. Bourdieu e a teoria do campo esportivo, 77
Wanderley Marchi Jr.

5. Elias: individualização e mimesis no esporte, 113
Ricardo Lucena

6. DaMatta: o futebol como drama e mitologia, 139
Alexandre Fernandez Vaz

7. Identidade nacional e racismo no futebol brasileiro, 165
Antonio Jorge Soares

8. Esporte, história e cultura, 191
Valter Bracht

9. Políticas de esporte: uma metodologia de estudo, 207
Mara Cristan

Sobre os autores, 249

Sinopse

Ao ler o livro Esporte: história e sociedade, texto coletivo produzido sob a liderança de Marcelo Weishaupt Proni e Ricardo de Figueiredo Lucena, pude perceber a grandiosidade do tempo para aqueles que estudam e pesquisam o fenômeno esportivo sob o olhar das ciências humanas no Brasil. Só o tempo histórico pode justificar a generosidade, paciência histórica, maturidade intelectual e experiência teórica diversa reunida agora nos capítulos de cada co-autor, após mais de uma década de proximidade e distanciamento.

O conjunto do livro, ainda que cada capítulo seja singular em sua especificidade teórica e nas questões levantadas, confirma o dito já consagrado que a distância excessiva gera a indiferença e, por sua vez, a proximidade demasiada leva à compaixão e à rivalidade. O livro constitui-se num exemplo de democracia no pensar e produzir conhecimento ao tempo que possibilita a cada leitor encontrar a justa distância das idéias e dos co-autores de cada capítulo. Distância essa que não será outra senão aquela que permitirá apreender o sentido último do todo que cada co-autor pretendeu refletir, problematizar, comunicar.

O fenômeno esportivo foi captado por diferentes aportes teóricos: Elias, Bourdieu, Brohm, Guttmann, DaMatta, Guerreiro Ramos, entre outros. Trabalho autoral de fôlego, como o é a produção já veiculada por cada co-autor individualmente: Ademir Gebara, Alexandre Fernandez Vaz, Antonio Jorge Soares, Luiz Alberto Pilatti, Mara Cristan, Marcelo Weishaupt Proni, Ricardo de Figueiredo Lucena, Valter Bracht e Wanderley Marchi Jr.

Pela discussão empreendida, pelos caminhos teórico-metodológicos que abre, pela criação de novos objetos de pesquisa que possibilita, Esporte: história e sociedade é recomendável a todos os interessados no esporte do ponto de vista das ciências humanas, nos diversos níveis de ensino e pesquisa.

Amarílio Ferreira NetoDiretor científico do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE), Professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)

Referência

PRONI, Marcelo Weishaupt; LUCENA, Ricardo de Figueiredo. Esporte: história e sociedade. Campinas: Autores Associados, 2002.