Estética do movimento e adestramento do olhar: considerações sobre o futebol brasileiro de mulheres

Autores

Talita Machado Vieira

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 4

Número

n. 1

Páginas

p. 51-71

Ano

2019

Tema

Dossiê Futebol e mulheres

ISSN

2526-4494

Resumo (pt)

O presente artigo, de natureza teórico-conceitual, questiona os juízos de torcedores sobre o futebol de rendimento praticado por mulheres, qualificando-o como pouco estimulante e não atrativo. Propusemos o exame sobre como a categoria gênero colabora para tal avaliação, partindo do entendimento do futebol como fenômeno estético e buscando evidenciar o caráter relacional da experiência que se produz no encontro entre torcedor e partida. Procuramos identificar os elementos que influem na avaliação de uma partida como boa ou bela. Posteriormente, nos debruçamos sobre a noção de percepção e as condições que a afetam e produzem enquanto matrizes perceptivas, nos aproximando do conceito de habitus. À luz dessas considerações, concluímos que o habitus esportivo, particularmente o futebolístico, no caso do Brasil, revela, também, a presença de um habitus de gênero pautado na diferenciação entre seres humanos, sobretudo com base na morfologia corporal. Assim, podemos afirmar que o futebol praticado por mulheres não evoca, por si mesmo, uma experiência estética desagradável, mas convoca a ampliação das sensibilidades do torcedor para acolher outras formas de manifestação deste esporte.

PALAVRAS-CHAVE: Futebol de mulheres; Experiência estética; Percepção.

Abstract

This article, of a theoretical-conceptual nature, questions the judgments of fans about the high-level soccer practiced by women, qualifying it as not stimulating and not attractive. We proposed examining how the gender category contributes to this evaluation, starting from the understanding of football as an aesthetic phenomenon and seeking to show the relational character of the experience that occurs in the encounter between the fans and the match. We tried to identify the elements that influence the evaluation of a match as good or beautiful. After that, we focus on the notion of perception and the conditions that affect and produce it as perceptive matrices, which lead us to the concept of habitus. As conclusion we pointed that the sport habitus, particularly soccer, in the brazilian context, also reveals the presence of a gender habitus based on the differentiation between human beings, mainly based on the body morphology. Thus, we can affirm that women’s soccer does not, by itself, evince an unpleasant aesthetic experience, but it calls for an increase in the sensibilities of the fans to welcome other forms of manifestation of this sport.

KEYWORDS: Women’s Football; Aesthetic Experience; Perception.

Referência

VIEIRA, Talita Machado. Estética do movimento e adestramento do olhar: considerações sobre o futebol brasileiro de mulheres. FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 4, n. 1, p. 51-71, 2019.