Estudo da influência do contexto esportivo no status de identidade de atletas de futebol de campo

Autores

João Ricardo Nickenig Vissoci

Orientador

Lenamar Fiorese Vieira

Banca

Maria Regina Ferreira Brandão, Eduardo Augusto Tomanik

Faculdade / Instituição

Departamento de Educação Fisica, Universidade Estadual de Maringá

Tipo

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Educação Física

Ano

2009

Páginas

155

Cidade

Maringá

Resumo (pt)

O objetivo deste estudo foi investigar a influência do contexto esportivo no status de identidade de atletas de futebol de campo. Foram sujeitos do estudo 120 atletas de futebol de campo do sexo masculino nascidos no período de mil novecentos e noventa a mil novecentos e noventa e cinco, que praticavam futebol de campo em escolas de formação vinculadas a um clube da primeira divisão do campeonato brasileiro de futebol, do estado do Paraná. Como instrumentos foram utilizados: Escala de Motivação para o Esporte, Inventário Atlético de Estratégias de Coping, Inventário de Estilos Parentais e uma entrevista semi-estruturada. A coleta de dados foi realizada nas escolas de formação esportiva do clube em horários agendados com os professores/técnicos. Para análise dos dados quantitativos foram utilizados: o teste Levene, o teste Kruskal-Wallis com post hoc Mann-Whitney, ANOVA de um fator, com post hoc Bonferroni, ANOVA de medidas repetidas e o teste Alpha de Cronbach para avaliar a confiabilidade dos dados. Os dados qualitativos foram avaliados através da análise de conteúdo do tipo categorial. Os resultados evidenciaram: maior índice de autodeterminação, maior variabilidade de estratégias de coping e maior estilo parental de suporte ao longo do desenvolvimento da carreira esportiva; na transição no domínio atlético os atletas apresentavam uma preferência pelo futebol de campo em detrimento a outras atividades; os atletas na fase de especialização já eram tratados como profissionais, e evidenciavam a carreira esportiva com perspectiva de futuro e de crescimento financeiro; na fase de investimento a dedicação ao futebol era exclusiva, os atletas estavam profissionalizados e participavam de competições nacionais e internacionais; no domínio psicológico observou-se a percepção do futebol de campo como uma atividade com significado e importância para os pais, os atletas demonstraram amadurecimento com a continuidade no contexto do futebol e satisfação com o papel de jogadores de futebol, que lhes promovia destaque social, apesar da percepção dos esforços necessários para alcançar o alto desempenho; no domínio psicossocial a família se manteve como principal elemento de suporte para os atletas em todas as fases do desenvolvimento atlético, os atletas evidenciaram dificuldades no distanciamento da família e para estabelecer relacionamentos interpessoais dentro e fora do clube, restringindo, na fase de investimento, o foco das amizades a pessoas de dentro do clube; no domínio acadêmico os atletas apresentaram dificuldades em manter a vida de estudante e de atleta, havendo a percepção da importância dos estudos como uma alternativa à carreira de atleta; o ambiente esportivo foi caracterizado como restrito em relação às atividades executadas ao longo da carreira esportiva; o foco dos relacionamentos interpessoais foi direcionado ao contexto esportivo com o decorrer do desenvolvimento da carreira. Os papéis variados na fase de experimentação diminuíram, se restringindo ao de atleta na fase de investimento; os status de identidade evidenciados nos atletas de futebol de campo da fase de investimento foram vii o de execução e conquista. Os atletas no status de execução mostraram menor autodeterminação (motivados extrinsecamente), com menor variabilidade de estratégias de coping e percepção de suporte e superproteção pelos pais; os atletas com status de conquista demonstraram ser autodeterminados, com diversas estratégias de coping e com suporte dos pais no desenvolvimento. Assim, concluiu-se: as características do contexto do futebol de campo podem influenciar no desenvolvimento do atleta, restringindo suas experiências, relacionamentos interpessoais, vivência de papéis, dificultando o desenvolvimento em outros domínios, podendo então afetar no status de identidade dos atletas e na continuidade do ciclo de vida.

Palavras-chave: Identidade, Atletas, Futebol, Carreira esportiva.

Abstract

The main objective of this study was to investigate de influence of soccer’s context in athletes’ identity in different sport career phases. Participated in the study 120 male soccer athletes born from the year of nineteen hundred and ninety to nineteen hundred and ninety five, whom practice soccer in formation schools linked to a soccer club from the first division of the Brazilian soccer championship, from the state of Paraná. As for data collection the following instruments were used: The sport motivation scale, Athletic coping skills scale-28, a rearing perception scale and a semi-structured interview. Data collection was performed in the sports schools in sessions scheduled by the coaches. Quantitative data analysis was determined through variance homogeneity evaluation test Levene to determine the statistical treatment, which was performed through KruskalWallis test with Mann-Whitney post hoc, ANOVA one way, with Bonferroni post hoc, ANOVA repeated measures and the Cronbach’s alpha coefficient. The qualitative data were analyzed through content analysis of categorical type. The results evidenced higher levels of self-determination, higher coping strategies variability and higher perception of parent support through the sport career development. Transitions in the athletic domain showed a preference for soccer in relation to other activities. Specialization athletes were already treated like professionals and evidenced a sport career with future perspectives and financial growth. In the investment phase the dedication to soccer practice was exclusive, the athletes were professionalized and participated in national and international. At psychological domain soccer was performed as a meaningful and important activity to the country, the athletes showed better judgment with the continuity in sport’s context and role satisfaction promoting social featuring in spite of the perception of the effort necessary to reach high performance. At social level the family remained as the main support element to the athletes in all the athletic development phases. It was evidences that the athletes had difficulties coping with family distance and to establish interpersonal relationships in and out of the club, restricting, in the investment phase, the focus of friendship to people inside de club. At academic level the athletes showed difficulties in maintaining a student/athlete life but studies were seen as an alternative to the athletes’ career. Sport environment was characterized as restricted in relation to activities performed through the sport career. Interpersonal relationships focus was directed to the sport context with the career development. The roles one adopted were varied in the experimentation phase and diminished and got restricted to the athletes’ role in the investment phase. Two types of identity statuses were observed, execution and identity achievement. The athletes at execution status showed less selfdetermination (extrinsically motivated), with less variability of coping strategies and perception of support and high protections by parents rearing. Achievement athletes demonstrated high self-determination, with several coping ix strategies and with perception of support from parents during rearing. So it is concluded: context characteristics may influence in athletes’ development restricting ones experience, interpersonal relationships and role adoption hardening the development in other domains, possibly influencing athletes’ identity statuses and life cycle continuity.

Keywords: Identity, Athletes, Soccer, Athletic career.

Sumário

1 INTRODUÇÃO, 01
1.1 Caracterização do tema, 01
1.2 Justificativa, 04
1.3 Hipóteses conceituais, 06
1.4 Delimitação da pesquisa, 07
1.5 Limitações das questões da pesquisa, 07
1.6 Definição de termos, 07

2 OBJETIVOS, 09
2.1 Objetivo Geral, 09
2.2 Objetivos Específicos, 09

3 REVISÃO DA LITERATURA, 10
3.1 Teoria dos sistemas ecológicos, 10
3.1.1 Atributos pessoais, 12
3.1.2 Parâmetros do contexto, 15
3.2 Desenvolvimento da carreira esportiva, 18
3.2.1 Perspectiva das transições na carreira atlética, 23
3.3 Identidade, 27
3.3.1 Status de identidade, 29

4 MÉTODOS, 33
4.1 Modelo da pesquisa, 33
4.2 Sujeitos do estudo, 35
4.2.1 População, 35
4.2.2 Amostra, 35
4.2.1.1 Estratos da amostra, 36
4.3 Instrumentos, 38
4.3.1 Testes Psicométricos, 38
4.3.2 Entrevista Semi-Estruturada, 39
4.4 Coleta dos dados, 42
4.5 Análise dos dados, 42

5 RESULTADOS, 44
5.1 Atributos pessoais dos atletas em diferentes fases da carreira esportiva, 44
5.2 Caracterização das transições dos atletas de futebol de campo em diferentes fases da carreira esportiva, 50
5.3 Caracterização do microssistema considerando as transições nas diferentes fases da carreira esportiva, 60
5.4 Relação entre os atributos pessoais e os status de identidade dos jogadores de futebol de campo na fase de investimento, 64

6 DISCUSSÕES, 68
6.1 Atributos pessoais dos atletas em diferentes fases da carreira esportiva, 68
6.1.1 Estilos motivacionais dos atletas de futebol de campo, 68
6.1.2 Estratégias de coping dos jogadores de futebol de campo, 73
6.1.3 Estilos parentais percebidos pelos atletas de futebol de campo, 76
6.2 Caracterização das transições dos atletas de futebol de campo para diferentes fases da carreira esportiva, 80
6.2.1 Domínio Atlético, 80
6.2.2 Domínio Psicológico, 85
6.2.3 Domínio Psicossocial, 89
6.2.4 Domínio Acadêmico/Vocacional, 95
6.3 Caracterização do ambiente (microssistema) em que ocorreram as transições nas diferentes fases da carreira esportiva, 99
6.3.1 Atividades, 100
6.3.2 Relacionamentos Interpessoais, 104
6.3.3 Papéis, 106
6.4 Relação entre os atributos pessoais e os status de identidade dos jogadores de futebol de campo da fase de investimento, 110

7 CONCLUSÕES, 118

Referência

VISSOCI, João Ricardo Nickenig. Estudo da influência do contexto esportivo no status de identidade de atletas de futebol de campo. 2009. 155 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Departamento de Educação Fisica, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2009.