Eterna privação do zagueiro absoluto

Autores

Luis Fernando Veríssimo

Subtítulo

as melhores crônicas de futebol, cinema e literatura

Editora

Objetiva

Cidade

São Paulo

Páginas

196

Ano

1999

ISBN

9788573022766

Sinopse

Na crônica, ele é o craque maior da nossa seleção. Quando radiografa a família brasileira, revela, com sensibilidade única, as pequenas infâmias de todos nós. Plenamente identificados com seus personagens, rimos de suas fraquezas – e das nossas. Se o assunto é política nacional, é crítico implacável. Com coragem, aponta a nudez do rei, desvelando as muitas faces do poder. Mas se o assunto é futebol, ele é o torcedor apaixonado que acompanha com sofrida teimosia a pátria de chuteiras. Claro que estamos falando dele: Luis Fernando Verissimo, que marca mais um gol de placa.

A eterna privação do zagueiro absoluto reúne as melhores crônicas de futebol, cinema e literatura. Os dribles de gênio de Ademir da Guia. A primeira visão de Rita Hayworth em Gilda. As coxas de Silvana Mangano. Os textos suculentos de Fitzgerald, os icebergs de Hemingway. Muitas Copas, filmes inesquecíveis, livros fundamentais. Um passeio pelos eleitos de Verissimo.

Atacando em várias áreas, o cronista dá um show de bola. Com seu texto delicioso, a ironia e inteligência que são sua marca registrada, ele mostra porque é hoje considerado um dos maiores escritores brasileiros da atualidade.

Referência

VERíSSIMO, Luis Fernando. Eterna privação do zagueiro absoluto: as melhores crônicas de futebol, cinema e literatura. São Paulo: Objetiva, 1999.