Falando francamente: o futebol na visão dos escritores, nas Minas Gerais dos anos 1940

Autores

Marcelino Rodrigues da Silva

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 2

Número

n. 2

Páginas

p. 81-89

Ano

2017

ISSN

2526-4494

Resumo (pt)

No segundo semestre de 1949, a Folha de Minas Literária (semanário de “letras, ciências e artes” editado pelo importante jornal Folha de Minas) publicava, geralmente em sua última página, a coluna “Falando francamente”, na qual o jornalista Walter Alvares entrevistava personalidades de destaque na vida literária mineira. Num certo momento da entrevista, entre questões sobre os hábitos de escrita e o panorama literário mineiro e nacional, o jornalista lançava repentinamente ao entrevistado a seguinte pergunta: “Gostas de futebol?”; emendando logo em seguida: “Qual o time?” As entrevistas, como um todo, e as respostas a essas perguntas, dadas por nomes como Henriqueta Lisboa, Murilo Rubião, Emílio Moura e João Dornas Filho, oferecem uma oportunidade singular para investigar o modo como o futebol era visto pelos escritores e intelectuais brasileiros daquela época. O que se pretende neste trabalho, portanto, é uma análise preliminar desse material, tendo como pano de fundo as reflexões de Milton Pedrosa, em seu famoso ensaio “O futebol na literatura brasileira” (1967), com vistas a uma discussão mais ampla sobre as relações entre o esporte, a cultura e a literatura no Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: Futebol; Literatura; Imprensa; Escritores; Entrevista

(Visited 1 times, 1 visits today)

Abstract

In the second semester of 1949, the Folha de Minas Literária (Literary Minas Journal, a weekly “letters, sciences and arts” supplement published by important newspaper Folha de Minas) published, generally on its last page, the column “Falando francamente” (“Speaking frankly”), in which journalist Walter Alvares would interview important literature personalities in Minas Gerais. At a certain point during the interview, among questions on writing habits and the state and national literary panorama, the journalist would ask the interviewee: “do you like football?”, and “which team do you like?” The interviews as a whole, and the answers to these questions by such names as Henriqueta Lisboa, Murilo Rubião, Emílio Moura and João Dornas Filho, offer a singular opportunity to investigate the way football was viewed by Brazilian writers and intellectuals at that time. The intent of this paper is, therefore, to make a preliminary analysis of this material, using as a background the reflections by Milton Pedrosa in his famous essay “O futebol na literatura brasileira” (“Football in Brazilian Literature”, 1967), aiming at bringing about a wider discussion about the relationships between sports, culture and literature in Brazil.

KEYWORDS: Football; Literature; Press; Writers; Interview

(Visited 1 times, 1 visits today)

Referência

SILVA, Marcelino Rodrigues da. Falando francamente: o futebol na visão dos escritores, nas Minas Gerais dos anos 1940. FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 2, n. 2, p. 81-89, 2017.