Fatores de stress em jogadores de futebol profissional

Autores

Maria Regina Ferreira Brandão

Orientador

Pedro José Winterstein

Faculdade / Instituição

Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas

Tipo

Tese

Área de concentração

Doutorado em Ciências do Esporte

Ano

2000

Páginas

205

Cidade

Campinas

Resumo (pt)

Os jogadores de futebol estão expostos a um número potencial de estressares que operam sobre o desempenho atlético. A gênese do stress no futebol é um processo complexo e multifatorial que pode influenciar a performance, debilitando-a, ou seja, levando a respostas negativas ou facilitando-a, isto é, ajudando os atletas a usarem os recursos individuais de forma efetiva e eficiente nas situações de competição esportiva. Se existe o impacto positivo ou negativo destes estressares sobre a performance esportiva, então eles precisam ser investigados. O presente trabalho foi conduzido para servir a dois grandes propósitos, denominados Estudo 1 (Elaboração e Aferição de “Inventário de Stress no Futebol”) e Estudo 2 (Percepção do Stress por Tempo Profissional e Posição de Jogo). Para a elaboração e aferição do instrumento foram avaliados 137 jogadores de futebol profissional pertencentes as equipes do Palmeiras, Grêmio, Internacional e Etti Jundiaí, através de um inventário composto por 77 itens gerais e específicos do futebol. A Análise Fatorial Varimax mostrou que somente 2 itens não foram estatisticamente significativos e que os demais itens podem ser representados por 7 fontes estressaras. O coeficiente alpha de Cronbach foi utilizado para se analisar a precisão do inventário. Para a análise da percepção do stress por tempo profissional e posição de jogo foram avaliados 17 goleiros, 41 zagueiros, 47 meio-campistas e 32 atacantes. Destes, 36 tinham mais de 8 anos de profissional e 44 menos do que 3 anos de profissional. Através dos resultados da análise estatística pode-se observar diferenças significativas em 5 itens, quando os jogadores são comparados por posição de campo e em 21 itens, quando são comparados por tempo profissional. Há indícios de que o instrumento é válido e fidedigno e que, portanto, serve para avaliar stress em jogador de futebol profissional. Foi detectado que os jogadores experenciam uma variedade de fontes de stress, indicando que a percepção das fontes estressantes é trans-situacional. Pode-se inferir que existem diferenças na avaliação dos itens de stress entre as posições de jogo, que podem ser vistas como características da especificidade da posição, e que diferentes graus de experiência podem representar diferenças na percepção do stress.

Abstract

Soccer players are exposed by a certain potential of stressors that works on the athletic performance. The soccer genesis of stress is a multifatorial and complex process that can influence the performance, debilitating it, triggering negativa responses, or facilitating it, helping the athletes to use the individual resources in an effective way in the sports competition situation. lf there is a negativa or positiva impact of these stressors on the sporting performance, then they must be investigated. The present study was carried out to serve two great purposes, denominated Study 1 (Eiaborating and Checking the “Soccer Stress lnventory”), and Study 2 (Perception of Stress by the Time of Profession and Field Position). 137 professional soccer players from Palmeiras, Grêmio, Internacional and Etti Jundiaí were evaluated for the elaboration and checking of the instrument. This instrument consisted of 77 general and specific soccer itens. The Varimax Factorial Analysis showed that only 2 itens have not been statistically significativa, and that the others could be represented by 7 sources of stress. The Cronbach’s alpha coefficient was used to analyse the inventory precision. In order to investigate the perception of stress by the time of professional and field position, 17 goalkeepers, 41 defenders, 47 mid-campers and 32 attack players were evaluated. 36 of them were more than 8 professional years, and 44 less than 3 professional years. The statistical analysis showed significativa differences in 5 itens, when the players were compared by field position, and in 21 itens when compared by professional time. There are some evidences that the instrument is valid and reliable and so, it serves to evaluate stress in professional soccer players. lt was detected that players have experienced a great variety of sources of stress, showing that the perception of these sources is transsituational. lt could be deduced that there are diferences in the stress itens evaluation among the field positions, that can be seen as a specificity of the position, and that different experience leveis can represent differences in the perception of stress.

Sumário

LISTA DE TABELAS, XIII

LISTA DE FIGURAS, XV

LISTA DE ANEXOS, XVII,

RESUMO, XIX

ABSTRACT, XXI

1 INTRODUÇAO, 1

1.1 Formulação do Problema, 1

1.2 Objetivos, 6

ESTUDO 1, 6

ESTUDO 2, 7

1. 3 Justificativa, 7

1.4 Delimitações,  9

1.5 Pressuposto, 9

2 ESTUDO 1 , 10

2.1 INTRODUÇAO, 1

2.2.1 Avaliação Psicológica no Esporte: perspectivas práticas e contribuições, 1

2.2.2 Stress: conceitos, causas e conseqüências, 15

2.2 METODOLOGIA, 21

2.2.1 Paradigma norteador da pesquisa, 21

2.2.2 Definição dos Objetivos do Teste, 23

2.2.3 Especificação do contexto, 24

2.2.4 Escolha do modelo matemático, 25

2.2.5 Definição do domínio, 27

2.2. 6 Construção dos itens, 32

2.2.7 Revisão do teste inicial por especialistas, 37

2.2.8. Seleção dos sujeitos, 39

2.2.9 Avaliação da precisão do instrumento, 41

2.3 RESULTADOS E DISCUSSAO, 42

2. 3.1 – Análise Fatorial , 42

2.3.2 Fonte 1 – Situações de Fracasso Iminente ou Real, 43

2.3.3 Fonte 2 – Situações de Aspectos da Competição, 54

2.3.4 Fonte 3- Situações de Demanda Física e Psicológica, 63

2.3.5 Fonte 4- Situações de Conflito, 70

2.3.6 Fonte 5- Situações de Perturbação, 81

2.3.7 Fonte 6- Situações de Risco, 94

2.3.8 Fonte 7- Situações de Crítica e Repreensão sobre a Performance, 104

2.3.9 Precisão do instrumento, 111

2.4 CONCLUSAO, 114

3 ESTUDO 2 , 118

3.1 INTRODUÇAO, 118

3. 1.1 Stress no Esporte, 118

3.1.2 Interpretação do stress, 121

3. 1.3 Fontes de stress, 127

3. 1.4 Stress no Futebol, 130

3.2 METODOLOGIA, 138

3.2.1 Paradigma norteador da pesquisa, 138

3.2.2 Sujeitos, 141

3.2.3 Análise Estatística, 143

3.3 RESULTADOS E DISCUSSÃO, 144

3.3.1 Análise por Posição de Jogo, 144

3.3.2 Análise por Tempo de Prática Profissional, 152

3.4 CONCLUSÃO, 169

4 CONSIDERAÇÕES FINAIS, 171

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 174

ANEXOS, 185

Referência

BRANDãO, Maria Regina Ferreira. Fatores de stress em jogadores de futebol profissional. 2000. 205 f. Tese (Doutorado em Ciências do Esporte) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.