Ferrovia e futebol

Autores

Marcel Diego Tonini

Subtítulo

o caso da Companhia Paulista de Estradas de Ferro na cidade de Rio Claro, 1870-1930

Orientador

Maria Lúcia Lamounier

Faculdade / Instituição

Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Tipo

Monografia

Área de concentração

Ciências Sociais

Ano

2006

Páginas

82

Cidade

Araraquara

Resumo (pt)

O propósito desta pesquisa, em linhas gerais, é traçar uma relação entre a ferrovia paulista, à medida que seus trilhos foram sendo assentados rumo ao interior do estado, e a disseminação e posterior desenvolvimento do futebol. A pesquisa vai privilegiar o caso da Companhia Paulista de Estradas de Ferro e o seu papel para a difusão do futebol na região de Rio Claro entre as décadas de 1870 e 1920, abrangendo desde a chegada dos trilhos da Cia. Paulista à cidade, em 1876, até a popularização do esporte no Estado de São Paulo, nas décadas de 1910 e 1920. Ao longo desse período, a ferrovia, direta ou indiretamente, possibilitou a consolidação da ocupação da cidade e o seu desenvolvimento econômico (agrícola, industrial e comercial) e urbano (luz elétrica, serviços de água, denominação de ruas, entre outros). Este processo intensificou-se, em 1892, com a instalação das oficinas da Cia. Paulista na cidade, que garantiu a concentração de muitos ferroviários em Rio Claro. O Grêmio Recreativo, agremiação dos funcionários da ferrovia, e os primeiros clubes de futebol da cidade são fundados exatamente na passagem do século XIX para o XX. Sabendo, assim, que foi um período de grande efervescência cultural e social para o município, esta pesquisa pretende analisar, no intervalo de tempo supracitado, três relações: primeiro entre ferrovia e futebol, depois entre Cia. Paulista e ferroviários, e, por fim, entre estes e a cidade.
Palavras-chave: ferrovia, futebol, Companhia Paulista de Estradas de Ferro, Rio Claro, ferroviários, agremiações e clubes.

Sumário

Introdução, 3
Capítulo 1- A ferrovia no “oeste paulista”, 10
O café e a ferrovia no “oeste paulista”, 10
A origem da Companhia Paulista de Estradas de Ferro e a chegada de seus trilhos à cidade de Rio Claro, 11
O fluxo imigratório e o desenvolvimento urbano rio clarense, 14
A vida social e cultural em Rio Claro, 18
Capítulo 2- A Companhia Paulista e a origem do futebol em Rio Claro, 20
A fundação do Grêmio Recreativo dos Empregados da Companhia Paulista de Estradas de Ferro e a sua importância para a ferrovia, 20
O futebol rio clarense antes de 1909, 28
A fundação do Rio Claro Futebol Clube em 1909, 31
Capítulo 3- A popularização do futebol em Rio Claro: o futebol sai dos trilhos e ganha a cidade, 37
Os clubes de futebol fundados a partir de 1909 e a aparição do esporte na imprensa de Rio Claro, 37
A origem de uma rivalidade: a Associação Esportiva Velo Clube Rioclarense incorpora o futebol em seus quadros, 41
As primeiras taças, torneios e campeonatos, 44
O operário-jogador, o profissionalismo marrom e a Companhia Paulista de Estradas de Ferro em Rio Claro, 46
As construções dos estádios do Rio Claro F.C. e da A.E. Velo Clube R.: reflexos da popularização do futebol rio clarense, 50
Conclusão, 52
Apêndice, 54
Tabelas, 54
Figuras, 56
Fontes e bibliografia, 71
Fontes manuscritas, 71
Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro “Oscar de Arruda Penteado”, 71
Fontes impressas, 71
Bibliografia citada, 71
Bibliografia de apoio, 73

Referência

TONINI, Marcel Diego. Ferrovia e futebol: o caso da Companhia Paulista de Estradas de Ferro na cidade de Rio Claro, 1870-1930. 2006. 82 f. Monografia (Ciências Sociais) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, 2006.