Futebol de mulheres liderados por homens: uma análise longitudinal dos cargos de comissão técnica e arbitragem

Autores

Julia Gravena Passero, Júlia Barreira, Lucas Tamashiro, Alcides José Scaglia, Larissa Rafaela Galatti

Periódico / Revista

Movimento

Cidade

Porto Alegre

Volume

v. 26

Ano

2020

ISSN

1982-8918

Resumo (pt)

O objetivo deste estudo foi analisar a participação das mulheres nos cargos de comissão técnica e de arbitragem no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino desde a primeira edição da competição, em 2013, até o ano de 2019. Analisamos a quantidade de mulheres atuantes como treinadoras, auxiliares técnicas, preparadoras físicas, massagistas, treinadoras de goleiras, fisioterapeutas e médicas. Também coletamos informações sobre o quarteto de arbitragem. Verificamos um predomínio (~86%) de homens em cargos de comissão técnica com um lento aumento da participação de mulheres. As mulheres parecem ter maior inserção nos cargos de comissão de arbitragem. Encontramos 39% de mulheres atuando como árbitras principais e 59% como árbitras assistentes. Verificamos que a participação de mulheres nos cargos de comissão técnica e de arbitragem no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino aumentou vagarosamente nos últimos anos, mas que a situação permanece de desigualdade.

Palavras-chave Comitê de profissionais; Igualdade de Gênero; Futebol

Abstract

This study analyzes female participation in coaching and referee positions in the Brazilian Women’s Football Championship since its first edition in 2013 until 2019. We analyzed the number of women coaches, assistant coaches, physical trainers, massage therapists, goalkeeper coaches, physiotherapists, and doctors. We also collected data about referees. We found male predominance (~86%) in coaching positions with a slow increase in the number of women over the years. Female presence seemed to be higher in referee positions. We found 39% of women working as referees and 59% as assistant referees. We noted that their participation in coaching and referee positions in the Brazilian Women’s Football Championship has been slowly increasing in recent years, but gender inequality remains in leadership and visibility positions.

Keywords Professional staff committees; Gender Equality; Soccer

Resumo (outro idioma)

El objetivo de este estudio fue analizar la participación de las mujeres en los cargos de comisión técnica y arbitraje en el Campeonato Brasileño de Fútbol Femenino desde su primera edición, en 2013, hasta el año 2019. Analizamos el número de mujeres que actúan como entrenadoras, auxiliares técnicas, preparadoras físicas, masajistas, entrenadoras de porteras, fisioterapeutas y médicas. También recopilamos informaciones sobre el cuarteto de arbitraje. Encontramos un predominio (~86%) de hombres en cargos de comisión técnica, con un lento aumento de la participación de mujeres. Las mujeres parecen tener mayor inserción en los cargos de comisión de arbitraje. Encontramos un 39% de mujeres que actúan como árbitras principales y un 59% como árbitras asistentes. Constatamos que la participación de mujeres en los cargos de comisión técnica y arbitraje en el Campeonato Brasileño de Fútbol Femenino ha aumentado lentamente en los últimos años, pero que la situación aún es de desigualdad en lo que se refiere a la ocupación de posiciones de liderazgo y visibilidad.

Palabras clave Comité de profesionales; Igualdad de Género; Fútbol

Referência

PASSERO, Julia Gravena; BARREIRA, Júlia; TAMASHIRO, Lucas; SCAGLIA, Alcides José; GALATTI, Larissa Rafaela. Futebol de mulheres liderados por homens: uma análise longitudinal dos cargos de comissão técnica e arbitragem. Movimento. Porto Alegre, v. 26, 2020.