Futebol dos futebóis: dissolvendo valências simbólicas de gênero e sexualidade por dentro do futebol

Autores

Wagner Xavier Camargo

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Cidade

Belo Horizonte

Volume

v. 3

Número

n. 3

Páginas

p. 93-107

Ano

2018

Tema

Dossiê: Futebóis

ISSN

2526-4494

Resumo (pt)

O futebol, entre inúmeras práticas lúdicas historicamente esportivizadas, manteve-se hegemônico a partir de múltiplas projeções e experiências valorativas, políticas, estéticas e sensoriais, tornando-se paulatinamente uma espécie de “índice canônico” para se pensar, de modo geral, formas de sociabilidade na contemporaneidade. Em seus desdobramentos simbólicos, ele não apenas se expandiu territorialmente, como tem oferecido um conjunto de metáforas aos “modos de existência” de indivíduos e grupos. Partindo desta ideia de senso comum sobre dada “hegemonia” do futebol, mas partilhada academicamente, propomos perceber que tais “modos” se materializam e se disseminam em “múltiplos futebóis” que alcançaram expressões politizadas e que podem ser explorados “de dentro” deste fenômeno global. Para tanto, trazemos um caso ocorrido durante a Copa do Mundo da Rússia-2018 e refletimos sobre a sexualização de corpos no contexto futebolístico midiatizado, pensando o futebol pela relativização de seus modos simbólicos de impor suas regras e sociabilidade esportivas, tomadas tacitamente como universais.

PALAVRAS-CHAVE: Antropologia das práticas esportivas, Futebol; Hegemonia; Copa da Rússia; Sexualização de corpos.

Abstract

Among uncountable playful practices historically sportivized, football has remained hegemonic because of multiple projections and valuable, political, aesthetic and sensorial experiences, gradually becoming a kind of “canonical index” used to think generally over forms of sociability in the contemporary society. In its symbolic unfolding, football has not only expanded territorially, but it offered a set of metaphors to the “ways of life” to individuals and groups. Starting from this notion of hegemony, which is shared academically among peers about the hegemony of football as a phenomenon, we propose to realize that these “ways” can materialize and be disseminated in “multiple footballs”, which have reached politicized expressions and can be explored from the “inside” of this global phenomenon. To do so, we bring to light a case which has occurred during the 2018 World Cup in Russia and reflect on the sexualization of bodies in the mediated football context, rethinking the phenomenon by relativizing its symbolic ways of imposing its sporting rules and sociability, taken tacitly as universal.

KEYWORDS: Anthropology of sporting practices; Football; Hegemony; Russian World Cup; Sexualization of Bodies.

Referência

CAMARGO, Wagner Xavier. Futebol dos futebóis: dissolvendo valências simbólicas de gênero e sexualidade por dentro do futebol. FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 3, n. 3, p. 93-107, 2018.