Futebol é “coisa para macho”? Pequeno esboço para uma história das mulheres no país do futebol

Autores

Fábio Franzini

Periódico / Revista

Revista Brasileira de História

Volume

v. 25

Número

n. 50

Páginas

p. 315-328

Área de concentração

História

ISSN

0102-0188

Resumo (pt)

Um dos aspectos menos conhecidos da história do futebol no Brasil diz respeito à inserção da mulher nesse universo eminentemente masculino. Diante de tal lacuna, este artigo propõe-se a apresentar e analisar as leituras sobre a presença do sexo feminino dentro e fora dos gramados durante a primeira metade do século XX, momento decisivo para a construção da idéia e da identidade do “país do futebol”. Pretende-se, assim, discutir as formas de integração ao jogo “permitidas”às mulheres, suas manifestações proibidas e, sobretudo, os significados encerrados em tais permissões e proibições.

 

Abstract

The article intents to present and analyze the opinions about Brazilian women’s appearance in and out stadiums and fields during the first half of the XXth century, a crucial moment to the construction of the “soccer country” idea and identity. The purpose is to discuss which game integration forms were allowed to the women, which of their manifestation were forbidden and especially the means ihmplicated in that permissions and prohibitions.

Referência

FRANZINI, Fábio. Futebol é “coisa para macho”? Pequeno esboço para uma história das mulheres no país do futebol. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 25, n. 50, p. 315-328, 2005.