Futebol e cultura visual

Autores

Diana Mendes Machado da Silva

Subtítulo

A construção da figura do craque. Marcos Carneiro de Mendonça e Leônidas da Silva (1910-1942)

Orientador

Maurício Cardoso

Banca

Flavio de Campos, Jose Paulo Florenzano, Victor Andrade de Melo

Faculdade / Instituição

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Tipo

Tese

Área de concentração

Doutorado em História Social

Ano

2019

Páginas

254

Cidade

São Paulo

Resumo (pt)

Compreender o processo de construção da figura do craque de futebol com foco em sua dimensão visual e seu papel no imaginário da primeira metade do século XX é o objetivo central desta pesquisa. Para tanto, exploramos as trajetórias midiáticas de dois dos jogadores mais fotografados entre 1910 e 1942, Marcos Carneiro de Mendonça e Leônidas da Silva. Branco e oriundo de altos segmentos sociais, Marcos representa o período do futebol amador como o principal goleiro do Fluminense Football Club e da seleção brasileira entre 1910 e 1922. O álbum autobiográfico que produziu sobre sua carreira futebolística é recurso privilegiado para acessar a cultura visual do período. Leônidas, negro e oriundo de classes populares, atuou entre 1930 e 1950, sendo considerado o primeiro craque do esporte por suas atuações no Clube de Regatas do Flamengo, no São Paulo Futebol Clube e na seleção brasileira. Sobre ele circularam dezenas de imagens em periódicos como O Globo Sportivo e O Cruzeiro, sobretudo após sua destacada participação na Copa do Mundo de 1938 e sua transferência para o São Paulo Futebol Clube, em 1942, ano que também figura como o limite da periodização neste trabalho. A análise dos conjuntos fotográficos produzidos sobre os dois jogadores permitiu compreender a configuração de sua identidade visual e visibilidade social em meio às negociações em torno de sua exposição midiática em cada momento da história do futebol. Se Marcos foi fotografado como um sportsman, figura importante para a cidade renovada por Pereira Passos, Leônidas da Silva foi figurado como craque no momento da profissionalização do futebol e do estabelecimento de uma cultura midiática. Além de confirmarem o reconhecimento da excelência do jogador e os investimentos da imprensa em sua figura, suas fotografias representaram uma oportunidade para negociar a visibilidade social da pessoa de pele negra em novas bases. A trajetória de Leônidas transcendeu, por essas razões, o campo futebolístico e os limites nacionais da cultura ao dialogar ampla e midiaticamente com alguns dos símbolos, valores e práticas do período entre guerras.

Palavras-chave: Futebol; Cultura visual; Marcos Carneiros de Mendonça; Leônidas da Silva, Craque, Celebridade

Abstract

Understanding the process of building the figure of the soccer star with a focus on his visual dimension and his role in the imaginary of the first half of the twentieth century is the central objective of this research. To this end, we explored the media trajectories of two of the most photographed players between 1910 and 1942, Marcos Carneiro de Mendonça and Leônidas da Silva. White and coming from high social segments, Marcos represents the period of amateur football as the main goalkeeper of the Fluminense Football Club and the Brazilian team between 1910 and 1922. The autobiographical album he produced about his soccer career is a privileged resource to access the visual culture of the period. Leonidas, black and from popular classes, played between 1930 and 1950, being considered the first star of the sport for his performances at the Clube de Regatas do Flamengo, São Paulo Futebol Clube and the Brazilian team. About him circulated dozens of images in periodicals such as O Globo Sportivo and O Cruzeiro, especially after his outstanding participation in the 1938 World Cup and his transfer to São Paulo Futebol Clube, in 1942, a year that also appears as the periodization limit in this period. job. The analysis of the photographic sets produced on both players allowed us to understand the configuration of their visual identity and social visibility in the midst of negotiations about their media exposure at every moment of football history. If Marcos was photographed as a sportsman, an important figure for the city renewed by Pereira Passos, Leônidas da Silva was figured as a star at the moment of professionalization of football and the establishment of a media culture. In addition to confirming the recognition of the player’s excellence and the press’s investments in his figure, his photographs represented an opportunity to negotiate the social visibility of the black-skinned person on new foundations. For these reasons, Leonidas’ trajectory transcended the football field and the national boundaries of culture by broadly and mediately dialoguing with some of the symbols, values and practices of the interwar period.

Keywords: Soccer, Visual Culture, Marcos Carneiros de Mendonça, Leônidas da Silva, Crack, Celebrity.

Sumário

I – INTRODUÇÃO, 19

CAPÍTULO 1 – Marcos Carneiro de Mendonça, a cidade renovada e o futebol, 35
1.1 Tecer uma autobiografia a partir do futebol, 35
1.2 Tempo, espaço e objetos materiais no processo de subjetivação, 41
1.3. Rio de Janeiro: cidade tornada cenário, 44
1.4 A cidade como espaço racionalizado de circulação, 51
1.5 O olhar capturado pela cidade, 56
1.6 A cidade nos jornais e nas revistas ilustradas do início do século XX, 61
1.7 O futebol entra em cena na cidade renovada, 66

CAPÍTULO 2 – Fotografia e aparência social: a construção do sportsman, 77
2.1 Álbuns e retratos de família: do pertencimento ao cultivo de si, 77
2.2 Do retrato ao instantâneo: a criação do tempo-espaço esportivo, 84
2.3 O álbum entre o consumo e a produção de imagens, 98
2.4 A construção do goleiro Marcos pela fotografia, 110
2.5 Da aparência ao reconhecimento social: diálogos entre Marcos Carneiro de Mendonça e Mario Filho, 120

CAPÍTULO 3 – De Marcos a Leônidas, do sportsman ao craque, 129
3.1 Visualidade e visibilidade dos novos personagens no cenário futebolístico, 129
3.2 Negociações em torno da visibilidade social: antecedentes visuais, 138
3.3 Fausto dos Santos: configurações do novo futebolista, 148
3.4 O craque e a celebridade: uma pequena história, 158
3.5 A construção de Leônidas da Silva pela imprensa esportiva, 163
3.6 “O segredo de Leônidas”: da indisciplina no campo à disciplina na esfera social, 173

CAPÍTULO 4 – Leônidas da Silva: a construção do craque como celebridade, 181
4.1 Da imprensa esportiva ao universo da revista de variedades: a publicidade entra em cena, 181
4.2 “Os ‘Diamantes Negros’ sempre juntos” em O Cruzeiro, 190
4.3 O “Diamante Negro” e as imagens da Copa do Mundo de 1938, 202
4.4 Imagens em negociação: a construção de Leônidas pela opinião pública, 218
4.5 Leônidas no São Paulo Futebol Clube: a bicicleta, 226
À guisa de conclusão: da celebrificação do craque à celebritização da sociedade, 232

FONTES, 238
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 241

Referência

SILVA, Diana Mendes Machado da. Futebol e cultura visual: A construção da figura do craque. Marcos Carneiro de Mendonça e Leônidas da Silva (1910-1942). 2019. 254 f. Tese (Doutorado em História Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019.