Futebol e sociedade

Autores

Heloisa Helena Baldy dos Reis

Subtítulo

as manifestações da torcida

Orientador

Nelson Carvalho Marcellino

Banca

Antonio Soares Abreu, Jocimar Daolio, João Batista Freire da Silva, Ruy Jornada Krebs

Faculdade / Instituição

Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas

Tipo

Tese

Área de concentração

Doutorado em Educação Física

Ano

1998

Páginas

164

Cidade

Campinas

Resumo (pt)

Esta tese é um estudo sobre torcidas de futebol e consiste em uma combinação de pesquisa bibliográfica e de campo, sendo que, esta última, foi realizada, durante o Campeonato Brasileiro de Futebol de 1996, com espectadores e torcedores da Sociedade Esportiva Palmeiras, de São Paulo. Foi utilizada, como referência teórica principal, a abordagem que Elias & Dunning fazem em relação ao esporte, e mais especificamente ao futebol. Um estudo dessa natureza se faz necessário uma vez que a assistência a espetáculos de futebol é a atividade de lazer esportivo mais praticada no mundo, e o estudo do tema futebol e torcida é de grande relevância para a área de Estudos do Lazer, e especificamente no Brasil, é um estudo de relevância social, pois a violência nos estádios de futebol nos é apresentada com freqüência, no nosso cotidiano. A pesquisa utilizou a sociologia configuracional e suas categorias. A análise macro consistiu uma espécie de pano de fundo, para um melhor entendimento do surgimento do esporte como atividade de lazer, e de como sua profissionalização também o transformou em atividade de lazer, com a importância que foi sendo dada, cada vez mais, aos espectadores e torcedores, “categorias” fundamentais para o nosso trabalho. Só assim é possível o entendimento contextualizado do significado do futebol para os brasileiros, segundo os autores analisados na pesquisa bibliográfica, incluindo aí as questões do gênero: a mulher como praticante, espectadora e torcedora. Entre outros pontos, conclui-se, que o tipo de violência manifestada pelos torcedores do Palmeiras, durante o Campeonato Brasileiro de Futebol de 1996, foi a violência simbólica. Mesmo sendo a violência simbólica aceita e satisfatória na sociedade brasileira, precisamos ter a preocupação e implementar medidas de segurança que impeçam de que esta se transforme em violência real, pois, a violência simbólica é uma das principais desencadeadoras da violência real, justamente se seus agentes perdem o controle sobre as suas manifestações, assim como a violência pode transformar-se da sua forma de jogo e de simulação à violência manifesta.

Abstract

This work is a study about football (soccer) supporters” groups. It consists of a combination of bibliography research and a field study. The field study was done among spectators and fans of the Palmeiras Sport Club of Sao Paulo during the 1996 Brazilian Championship. The Elias & Dunning approach was used as the main theoretical reference that they make to the sports , specifically about soccer. A study of this nature is necessary, knowing that watching soccer games is the world” s most practised sport leisure activity , therefore, the study about the theme, “soccer and their devotees” is vital to the study of the Leisure Activity field. Especially in Brazil, this study has social relevance, where the violence is seen very often in the stadiums nowadays. The research utilizes configurational sociology and its categories. The macro analysis served as a base study in order to better understand the sport as a leisure activity and also, how this sport”s profissionalization has been transformed into a leisure activity, always considering the importance that has been given to the spectators and fans which are the fundamental categories of our work. Consequently, this is the only way to have a contextual understanding of the meaning of the Brazilian definition of soccer according to the authors cited throughout the bibliography, which also includes some questions like: the woman as a player, a spectator and a fan. Among other things, we can conclude that the kind of violence expressed by the fans of the Palmeiras Sport Club during the 1996 Brazilian Championship was symbolic violence. Although, the symbolic violenceis acceptable and satisfactory to the Brazilian Society, we must be concerned with the implementation of security measures that would avoid turning the symbolic violence into real violence, ever conscientious of the fact that the symbolic violence is the main cause of the real violence. This is the point at which the symbolic violence agents loose control of their actions, moreover the violence can be transformed from a form of game and simulation into a manifestation of violence.

Sumário

Introdução, 1

Capítulo I – Esporte e Sociedade, 10
1. A origem, 14
2. O significado social do futebol e a profissionalização, 19
3. A chegada do futebol no Brasil e as origens de alguns dos principais clubes brasileiros, 26
4. O significado do futebol para os brasileiros, segundo os autores, 37
5.  A participação do gênero feminino no futebol, 46

Capítulo II – Violência e Esporte, 56
1. A origem e o conceito de violência no esporte, 57
2. As ligações sociais, 64
3. Violência das torcidas de futebol, 68
4. As mudanças, em São Paulo, a partir de 1996, e a análise dos autores brasileiros, 75

Capítulo III – Em campo, 84
1. A organização do futebol no Brasil, 84
2. Campeonato Brasileiro de Futebol de 1996, 89
3. A queda de público, 92
4. No Palestra Itália, 97

Considerações Finais, 118

Referências Bibliográficas, 122

Referência

REIS, Heloisa Helena Baldy dos. Futebol e sociedade: as manifestações da torcida. 1998. 164 f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1998.