Futebol e televisão: fechem os portões, liguem as câmeras – o show vai começar!

Autores

Thiago Aragão Escher, Heloisa Helena Baldy dos Reis

Periódico / Revista

Conexões

Volume

v.3

Número

n.1

Páginas

p.26-35

Área de concentração

Educação Física

ISSN

1983-9030

Resumo (pt)

A intenção deste artigo é discutir a tendência da virtualização na assistência das partidas de futebol, pelo exemplo das punições dadas aos torcedores, com partidas com portões fechados porém abertos às câmeras de TV. Como a venda de ingressos não é mais a principal fonte de renda dos clubes, e sim as cotas provenientes das transmissões televisivas, os estádios se mantêm de forma decadente, não observando seus espectadores como possíveis consumidores do espetáculo futebolístico. Enquanto isso, novas formas de telespetacularização são criadas, valorizando as transmissões pela TV que parecem se sobrepor à assistência aos jogos no estádio.

Abstract

The purpose of this article is to discuss the tendency that the football games assistance process are becoming virtual, through the example of the punishment given to the football fans by closing the stadiums gates but continuing the television transmission. As the Brazilian ticket is no longer the main income source of the football teams, but the quotes coming from television transmission sources, the stadiums are kept in a decadent way, not considering the stadiums spectators as possible consumers of the football show. At the same time, the creation of the new football TV shows increase the value and power of the TV transmissions which seems to place above the assistance of the games in the stadiums.

Referência

ESCHER, Thiago Aragão; REIS, Heloisa Helena Baldy dos. Futebol e televisão: fechem os portões, liguem as câmeras – o show vai começar!. Conexões. Campinas, v.3, n.1, p.26-35, 2005.